Publicidade
Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Relatório de balneabilidade inclui dez novos pontos de análise em Florianópolis

Segundo o Instituto do Meio Ambiente, 73,8% dos pontos analisados em Santa Catarina estão próprios para banho

Redação ND
Florianópolis
11/01/2019 às 19H17

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) divulgou nesta sexta-feira (11), novo relatório de balneabilidade com acréscimo de 10 pontos em Florianópolis. Dos 85 pontos analisados na Capital, 64 estão adequados para banho de mar, o que representa 75,3%. Dos novos locais averiguados, apenas o da Praia da Daniela, em frente à Rua das Hortências, apresenta situação imprópria.

Praia da Daniela, no Norte da Ilha - Marco Santiago
Praia da Daniela, no Norte da Ilha, tem novo ponto incluído no relatório de balneabilidade - Marco Santiago/ND

Segundo o resultado, 73,8% dos locais analisados em todo o litoral catarinense estão próprios para banho. A partir de agora, o IMA passa a monitorar e a informar a condição de 229 pontos nos 500 quilômetros da costa.

Em relação ao relatório anterior, 10 pontos no Estado passaram da condição de impróprio para próprio e sete de próprio para impróprio. As coletas foram realizadas de 07 a 11 de janeiro nos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo e São José.

No começo da temporada 2018-2019, o IMA também anunciou o acréscimo de quatro novos locais de monitoramento em praias catarinenses: 01 em Itapema, 01 em Palhoça, 01 em Zimbros, 01 na Praia da Vigia, em Garopaba. O relatório está disponível no site do instituto: balneabilidade.ima.sc.gov.br.

Confira os novos pontos em Florianópolis:

- na Praia da Daniela, em frente à Rua das Hortências;

- em Jurerê Internacional, em frente à Avenida dos Pampos;

- na Lagoinha da Ponta das Canas, na Estrada Jornalista Jaime A. Ramos, acesso à praia;

- na Praia do Moçambique, altura do km 10,5 da Rodovia João G. Soares SC 406, frente ao acesso;

- na Barra da Lagoa, em frente à Rua Aconchego do Mar;

- na Praia do Novo Campeche, em frente ao Posto Salva Vidas;

- na Areias do Campeche, na Rua Lomba do Salão;

- no Morro das Pedras, na curva da Rodovia SC 406;

- na Praia do Caldeirão, em frente ao Parque Municipal da Lagoa do Peri;

- e na Praia dos Açores, em frente à Rua Algas Marinhas.

Balneabilidade

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina monitora a qualidade da água para banho de mar desde 1976. As análises são divulgadas semanalmente durante a alta temporada, e mensalmente de abril a novembro. O IMA afirma que seleciona os pontos de forma que toda a costa seja avaliada, concentrando as coletas nos locais mais suscetíveis de poluição – os de maior fluxo de banhistas.

A pesquisa analisa as águas de cada balneário e determina se estão contaminadas ou não por esgotos domésticos. A existência de esgoto é verificada por meio da contagem da bactéria Escherichia coli (E.c.) presente nas fezes de animais de sangue quente, que podem colocar em risco a saúde dos turistas e da população local.

Para as análises, são levados em consideração aspectos como condições de maré, incidência pluviométrica nas últimas 24 horas no local, a temperatura da amostra e do ar no momento da coleta (parâmetro físico) e a imediata condução para a pesquisa em crescimento bacteriano.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade