Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Rede de pesca e choque em barco podem ter matado baleias em Imbituba e Jaguaruna

Necropsia e análise de marcas no corpo dos animais reforçam relatório do Projeto Baleia Franca

Beatriz Carrasco
Coordenação do Protocolo de Encalhes da APA da Baleia Franca/ICMBio/Divulgação/ND

 

As duas baleias que encalharam em Jaguaruna e Imbituba, neste fim de semana, podem ter morrido devido a rede de pesca e choque com embarcação. Em relatório divulgado nesta terça-feira (4), o Projeto Baleia Franca, que acompanhou os casos e realizou as necropsias, descreve que as suposições são reforçadas por marcas encontradas nos corpos dos animais.

A primeira carcaça, de uma baleia jubarte juvenil de 8,5 metros de comprimento, foi encontrada na manhã de sábado (30), na praia de Campo Bom, em Jaguaruna. O Protocolo de Encalhes da Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca/ICMBio foi acionado e equipes da coordenação se deslocaram até o local.

“Há indícios de que o animal estava enrolado em redes de pesca quando chegou até a praia, segundo relatos das primeiras pessoas que chegaram ao local. Marcas observadas no corpo do animal posteriormente reforçam esta suposição”, disse o Projeto Baleia Franca.

Choque com embarcação
Ainda na tarde de sábado, outra ocorrência mobilizou o Protocolo de Encalhes da APA, quando um filhote de baleia franca foi encontrado morto na praia do Rosa, em Imbituba. 

“As causas da morte deste filhote de baleia franca ainda não foram esclarecidas, mas há fortes indícios de que o animal sofreu colisão com embarcação a motor, que lhe causou ferimentos e que, possivelmente, tenha sido a causa do óbito”, analisou a instituição.

Coordenação do Protocolo de Encalhes da APA da Baleia Franca/ICMBio/Divulgação/ND

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade