Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Reajuste da tarifa de água da Casan é o menor nos últimos três anos

Aumento foi calculado apenas com índice de inflação dos últimos 12 meses de acordo com IPCA/IBGE

Cristiano Rigo Dalcin
Florianópolis
23/07/2018 às 20H56

A Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) anunciou no fim de semana um reajuste de 4,39% nos serviços de água, esgoto (que é 100% da tarifa de água), serviços e infrações em Santa Catarina. Entretanto, os novos preços passam a valer somente a partir do dia 21 de agosto. O reajuste é inferior ao praticado nos dois último anos. Em 2017, o reajuste tarifário foi de 6,08% e,em 2016, de 10,81%.

Mais de 58 mil economias (medidores) de Florianópolis pagam R$ 42,20 de água, independente de quanto consumiram até o limite de 10 metros cúbicos - Flávio Tin/ND
Mais de 58 mil economias (medidores) de Florianópolis pagam R$ 42,20 de água, independente de quanto consumiram até o limite de 10 metros cúbicos - Flávio Tin/ND


De acordo com a diretora comercial da Casan, Janaína Guesser Prazeres, o reajuste foi calculado pela média da inflação acumulada nos últimos 12 meses, de julho de 2017 a junho deste ano, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), que é medido mês a mês pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Conforme a Casan, a definição do reajuste da tarifa envolve os custos da companhia, como produtos químicos utilizados no tratamento de água e custos de operação e de energia elétrica.

"O reajuste foi autorizado pela agências reguladoras", afirmou Janaína. Ela se refere à Aris (Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento), Aresc (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina) e Agência Intermunicipal de Regulação, Controle e Fiscalização dos Serviços Públicos Municipais do Médio Vale do Itajaí, que autorizaram o aumento tarifário.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade