Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

PSB lança Murilo Flores candidato à Prefeitura de Florianópolis

Partido se apresenta como a terceira via; candidato a vice será anunciado até segunda-feira

Daiana Constantino
Florianópolis

O PSB inaugurou nesta quinta-feira (21) à noite o quadro de convenções partidárias em Florianópolis. Estreante no páreo à prefeitura, o secretário de Estado do Planejamento licenciado, Murilo Flores, classificou a missão como um grande desafio. Nos discursos, o partido se colocou como uma terceira via às opções oferecidas por PP e PMDB, considerados os principais rivais pelo PSB. O nome do candidato a vice ficou em aberto.

Marco Santiago/ND
Flores posou ao lado de candidatos à vereador

 

“Florianópolis é a cidade da tecnologia da informação, do turismo, da beleza natural, mas Florianópolis também tem seu lado invisível, dos morros, dos negros, dos pobres e dos extremamente pobres. Não podemos mais conviver com isso”, discursou para uma plateia que lotou o plenarinho da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina).

O vice-presidente nacional do PSB, Beto Albuquerque, que foi candidato a vice-presidente de Marina Silva, em 2014, participou da convenção. Com discurso afinado, Albuquerque alfinetou figuras conhecidas na política local, que pretendem concorrer ao cargo de prefeito. “Justamente por serem conhecidos podem perder. A população sabe o que já deixaram de fazer”, provocou Albuquerque, referindo-se à ex-prefeita da Capital Angela Amin (PP) e o deputado estadual Gean Loureiro (PMDB), pré-candidatos à disputa.

Albuquerque defendeu ainda uma política administrativa inovadora, com ações que priorizem as famílias, como creches noturnas, que facilitem a vida das mulheres que trabalham à noite, por exemplo.

Na mesma linha, o presidente estadual do PSB, Paulo Bornhausen, disse que a candidatura de Flores deve surpreender adversários tradicionais, de partidos como do PP e PMDB. “É importante destacar que os adversários nos olham com baixa expectativa. Mas nós estamos conversando com os eleitores e sabemos que a eleição nunca esteve tão aberta na Capital”, destacou.

Paulinho também destacou o programa Cidades Sustentáveis, que deve nortear as ações de governo de todos os candidatos do partido em Santa Catarina.

Também presente na convenção, o ex-governador Jorge Bornhausen, deixou sua mensagem de apoio: “Já não atuo mais política, não sou filiado a nenhum partido político, mas venho prestar homenagem a um homem integro e capaz de mudar a historia de Florianópolis: Murilo Flores. Tenho certeza que se dermos oportunidade a ele, todos vão ganhar.”

Presidentes do Pros, PTC e PSL prestigiaram convenção

Embora a candidatura esteja oficializada, as conversas para formalização de aliança nas corridas majoritária e também proporcional continuam nos próximos dias, de acordo com o presidente municipal do PSB, Ronaldo Freire.  Até segunda-feira, assegura, o nome do candidato a vice-prefeito deve ser anunciado. “A terceira via é possível porque a sociedade está cansada de promessas”, reforçou.

Presidente do Pros, um dos possíveis coligados com o PSB, Antonio Barreto, disse acreditar no projeto de candidatura de Murilo Flores. “Esse é o projeto mais sério que tem na Capital. Nós vamos fazer parte. Tenho certeza de que estarei nas ruas pedindo voto para Murilo Flores”, assegurou.

Presidente do PSL, Bruna Vieira, disse que as bandeiras do PSB são as mesmas do seu partido. “Estamos juntos para fazer uma Florianópolis melhor na segurança, sustentabilidade e mobilidade urbana”, afirmou. Presidente do PTC, Maxwell defendeu um projeto voltado para o social. Segundo ele, é essa bandeira que vai lutar junto com o PSB.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade