Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Provas para avaliação da educação básica começam a ser aplicadas nesta segunda

participação no Saeb é obrigatória para a rede pública e facultativa para a rede privada

Redação ND
Florianópolis
23/10/2017 às 15H41

A aplicação das provas do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) começa nesta segunda (23) e vai até o dia 3 de novembro. Segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), esta será a maior edição do Saeb, com a participação de 6.569.728 alunos, de 73.684 escolas, localizadas em 5.570 municípios brasileiros.

Além das provas de língua portuguesa e matemática, o Saeb conta com questionários do aluno, do diretor, do professor e da escola. Com isso, segundo o Inep, é possível avaliar o desempenho dos estudantes e também das condições de trabalho dos professores e da estrutura da escola. A participação no Saeb é obrigatória para a rede pública e facultativa para a rede privada.

Pela primeira vez, as provas e os questionários serão aplicados para todos os alunos do último ano do ensino médio das escolas públicas, e para aqueles de escolas privadas que aderiram à avaliação. Até o ano passado, a avaliação da etapa era feita por amostragem, ou seja, apenas alguns alunos faziam o exame.

A partir deste ano, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) não será mais usado para a emissão do boletim por escola. Por isso, o Saeb servirá para que as escolas possam medir seu desempenho.

Serão avaliadas as escolas públicas com dez ou mais alunos matriculados em turmas regulares do 5º e 9º anos do ensino fundamental, e da 3ª ou 4ª série do ensino médio. Os instrumentos também serão aplicados para os alunos da 3ª ou 4ª série do ensino médio de escolas particulares que aderiram ao Saeb 2017. Será mantida a avaliação de uma amostra de escolas privadas com pelo menos dez alunos matriculados em turmas regulares do 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª ou 4ª série do ensino médio, mesmo que não tenham aderido à avaliação.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade