Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Estudantes fazem protesto contra desvio de verba na UFSC e pedem renúncia de reitor preso

Universitários iniciaram o ato no CCE e seguiu até o gabinete de Luís Carlos Cancellier de Olivo, um dos suspeitos detidos na operação da PF realizada em Florianópolis

Redação ND
Florianópolis
14/09/2017 às 17H42

Estudantes da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) protestaram na tarde desta quinta-feira (14) contra o desvio no uso de recursos públicos em cursos de EaD (Educação a Distância) oferecidos pelo programa UAB (Universidade Aberta do Brasil), que podem chegar a R$ 80 milhões, conforme a PF (Polícia Federal). Por volta das 16h, cerca de 15 alunos da universidade iniciaram um ato contra o reitor Luís Carlos Cancellier de Olivo, um dos presos na Operação Ouvidos Moucos, deflagrada esta manhã. Os recursos desviados em bolsas da UFSC, segundo a PRF, chegam a R$ 20 milhões.

Os estudantes levaram faixas com dizeres como "Onde estão os 80 milhões? #ForaCancellier", questionando o fim que levou parte da verba dos cursos a distância. O grupo, que pede a renúncia do reitor, iniciou o ato no CCE (Centro de Comunicação e Expressão) e andou pela área central da universidade, ao som de pandeiros e frases de ordem. Em seguida, os alunos partiram em direção à reitoria, onde foram ao gabinete de Cancellier e fixaram a faixa na frente do prédio, por volta das 17h. O protesto durou aproximadamente 20 minutos.

As aulas na UFSC, nesta quinta, foram realizadas normalmente, assim como uma formatura que estava agendada para esta tarde. Com a prisão de Cancellier, o Pró-Reitor de Extensão da UFSC, Rogério Cid Bastos, assume a reitoria da universidade interinamente.

>> Recursos desviados em bolsas da UFSC chegam a R$ 20 milhões, diz Polícia Federal

>> Administração da UFSC diz que já tinha conhecimento de investigações

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade