Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Projeto de conclusão das obras de escola em Pontas da Canas deve ser entregue na segunda

Suspensa desde o final de 2015, construção da escola Maria Eufrásia de Oliveira preocupa moradores, que já iniciaram abaixo-assinado

Redação ND
Florianópolis
18/07/2018 às 20H22

Quase três anos parada, a obra da escola Maria Eufrásia de Oliveira, em Ponta das Canas, no Norte da Ilha, deve finalmente ser retomada. O secretário de Educação de Florianópolis, Maurício Fernandes Pinheiro, anunciou no Balanço Geral, da RICTV Record, nesta quarta-feira (18), que a empresa responsável pela elaboração do novo projeto de conclusão da reforma deve entregá-lo à prefeitura nesta segunda-feira 23). Segundo Pinheiro, dificuldades financeiras envolvendo o convênio com a empresa, na gestão anterior, resultaram no atraso. “Tivemos que fazer um processo de rescisão com a empresa, que praticamente faliu. Nós tomamos uma série de providências para tirar a empresa do processo, porque ela não tinha mais condições de tocar a obra”, explicou o secretário.

Obras na escola Maria Eufrásia de Oliveira estão paradas desde o final de 2015 - Divulgação/ND
Obras na escola Maria Eufrásia de Oliveira estão paradas desde o final de 2015 - Divulgação/ND


O novo convênio, garante Pinheiro, deve ser feito após o período eleitoral. “Junto com o prefeito em exercício e com o vereador Roberto Katumi (PSD), estivemos na manhã de hoje [quarta-feira] com a secretária Simone Schramm e estamos tratando a questão interna para assinar um novo convênio, assim que o processo eleitoral findar”, explicou. Paralelo a isso, a secretaria de Educação estuda os ajudes do novo projeto, que, segundo o secretário, está praticamente pronto.

Implicações da obra parada

O mato toma conta do espaço, que teria capacidade para receber cerca de 600 alunos, 12 salas de aula, laboratórios, espaços de artes e refeitórios. Em algumas salas, portas e janelas já foram até instaladas, mas o projeto não foi concluído.  “É triste ver a obra parada, porque isso aqui é dinheiro público e a entrega foi prometida pelo menos para o final de 2015”, afirmou Ailson Antonio Coelho, conselheiro da associação de moradores. Ele mora no bairro há 27 anos e luta para que a comunidade possa ver a unidade concluída.

A obra foi anunciada por R$ 6,5 milhões. Cansados de buscar explicações e esperar pela retomada dos trabalhos, os moradores deram início a um abaixo-assinado. “A educação pública é importante, é um direito constitucional, e o prefeito tem que acabar a obra. A gente não pode mais aceitar e esperar isso”, afirmou Airton Inácio Giehl, presidente da associação de moradores. “Temos uma necessidade muito grande de educação, que é o futuro do nosso país”, declarou.

Atualmente o bairro Ponta das Canas possui apenas uma escola de educação básica, a E.B. Osvaldo Machado, que atende cerca de 500 crianças. Com a conclusão da escola Maria Eufrásia de Oliveira, estudantes da primeira poderiam ser transferidos para a nova unidade, abrindo vagas para suprir a demanda do bairro.

Um levantamento feito no Norte da Ilha mostrou que a região de Ponta das Canas é a que mais sofre com falta de vagas. O Conselho Tutelar chegou a ter uma lista de espera com 300 crianças. Além disso, os moradores acreditam que a escola, depois de pronta, seria um espaço para que a comunidade pudesse aproveitar para eventos de esporte e lazer, já que o bairro praticamente não possui espaços públicos.

Com informações da RICTV Record SC.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade