Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Projeto da Rede Municipal de Centros de Inovação é lançado em Florianópolis

A rede é uma iniciativa da prefeitura, em parceria com a Acate e com apoio do Governo do Estado

Redação ND
Florianópolis
13/04/2018 às 20H26

Apostando no retorno comprovado que recursos em tecnologia e inovação trazem para a sociedade, o Governo do Estado tem investido em projetos como a construção dos Centros de Inovação e Tecnologia e apoiado outros como o Sinapse da Inovação e a Rede Municipal de Centros de Inovação de Florianópolis, projeto pioneiro no Brasil, lançado nesta sexta-feira (13). O projeto é uma iniciativa da prefeitura, em parceria com a Acate (Associação Catarinense de Tecnologia) e com apoio do Governo do Estado.

Lançamento do projeto foi realizado em Florianópolis nesta sexta-feira e contou com a presença do governador do Estado - Jeferson Baldo/Secom/Divulgação/ND
Lançamento do projeto foi realizado em Florianópolis nesta sexta-feira e contou com a presença do governador do Estado - Jeferson Baldo/Secom/Divulgação/ND


“A Tecnologia pode ser empregada em diversas áreas, uma delas é na diminuição de desperdício de recursos públicos. Precisamos estabelecer prioridades e o Governo do Estado está permitindo ampliar a capacidade de inovação, multiplicando talentos e refletindo no crescimento exponencial das empresas catarinenses”, destacou Eduardo Pinho Moreira durante o lançamento do programa.

Inicialmente, quatro Centros de Inovação passarão a ter a chancela do poder público municipal: um na SC-401 (no Passeio Primavera), um no Sapiens Parque, um no Centro da Cidade, e um na região Continental.

Aproximadamente metade da arrecadação de Florianópolis vem da área de inovação e tecnologia - Jeferson Baldo/Secom/Divulgação/ND
Aproximadamente metade da arrecadação de Florianópolis vem da área de inovação e tecnologia - Jeferson Baldo/Secom/Divulgação/ND


De acordo com dados da prefeitura, aproximadamente metade da arrecadação do município vem da área de inovação e tecnologia e a cada R$ 1 real investido, R$ 60 retornam em contrapartida. “Precisamos de mão de obra qualificada e vocacionada. Com poucos recursos temos grandes resultados, potencializando a economia e trazendo desenvolvimento tecnológico”, comentou o prefeito Gean Loureiro.

Para o presidente da Acate, Daniel dos Santos Leipnitz, Santa Catarina já ocupa local de destaque no que se refere a tecnologia e inovação, e isso se deve também, aos investimentos do governo. “É um trabalho que vem sendo construído há mais de 30 anos e que, com essa ajuda pontual do governo estadual, seja pelo Sinapse da Inovação ou Fapesc, ajudou a crescer mais. Temos a convicção e números práticos de que o dinheiro que é aplicado no setor se transforma e retorna para a sociedade multiplicado”, assegurou.

Se Florianópolis é um dos principais polos de inovação no Brasil, Santa Catarina acompanha esta posição em crescimento. Segundo a Acate, o número de empresas de tecnologia cresce cada vez mais. “Até 2009 tínhamos em torno de 1.500 empresas, de lá pra cá, este número dobrou. Hoje já somamos mais de 3 mil empresas de tecnologia no Estado”, concluiu o presidente.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade