Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Programa Floripa Iluminada promete "transformar noite em dia" em 1.500 logradouros

Objetivo é substituir 16 mil pontos de iluminação pública, em 1.500 logradouros de 48 bairros até o mês de novembro de 2018. O Campeche será o bairro mais beneficiado, com a troca de 2.452 pontos

Michael Gonçalves
Florianópolis
26/07/2017 às 15H49

Com recursos da Cosip (Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública), o prefeito Gean Loureiro (PMDB) lançou nesta segunda-feira (24) o programa Floripa Iluminada. O objetivo é substituir 16 mil pontos de iluminação pública, em 1.500 logradouros de 48 bairros de Florianópolis. O consórcio SQE Luz vai começar as trocas no mês de agosto pelos bairros do Sul da Ilha e a previsão de conclusão é para novembro de 2018. Os 2.500 pontos serão trocados por luminárias de LED e o restante será substituído por luminárias de alto rendimento, em um total de R$ 20 milhões em investimentos.

Veja a lista de ruas que serão contempladas

Principal fator do programa é a sensação de segurança, segundo o prefeito - Marco Santiago/ND
Principal fator do programa é a sensação de segurança, segundo o prefeito - Marco Santiago/ND


Gean informou que a troca garante maior eficiência na iluminação pública. “Percebemos que 30% das luminárias públicas do município são do tipo da latinha, que não oferece uma boa luminosidade. Agora, vamos transformar a noite em dia nestes pontos. O principal fator é a sensação de segurança que a população vai receber e as economias no consumo e na manutenção”, explicou o prefeito.

O diretor da Cosip, Waldyvio da Costa, o coronel Paixão, informou que os pontos escolhidos obedeceram a critérios técnicos. O Campeche será o bairro mais beneficiado, com 2.452 pontos. O Rio Vermelho vem em segundo lugar com 678 pontos.

Para o comandante do 22º BPM, tenente coronel Sandro Cardoso da Costa, a melhoria na iluminação pública contribui para a segurança. “O criminoso quer penumbra e locais escuros para a prática de delitos. A lâmpada amarela é um problema para quem trabalha com segurança pública. A branca oferece mais luminosidade e afasta usuários de drogas, além de pessoas que cometem outros pequenos delitos”, afirmou.

O diretor do consórcio SQE Luz, o engenheiro Gilberto Vieira, informou que ainda está estudando o número de equipes que serão utilizadas. Mesmo assim, ele estima que sejam trocadas uma média de 50 pontos por dia.

Morador da Coloninha, Rodrigo Alves Cardoso teme pela segurança perto de casa - Marco Santiago/ND
Morador da Coloninha, Rodrigo Alves Cardoso teme pela segurança perto de casa - Marco Santiago/ND


Repositor sofre com a escuridão no bairro Coloninha

Morador do bairro Coloninha, o repositor Rodrigo Alves Cardoso, 36, reside na Rua Blides Neves Segui. As luminárias são antigas e, com isso, os usuários de drogas e pessoas em situação de rua frequentam o local.

“A iluminação é bem fraca perto da minha casa e quase todos os dias flagro usuários de drogas nas proximidades. Como trabalho à noite e só chego a casa 23h, fico preocupado com a minha esposa grávida sozinha em casa. Acho uma ótima iniciativa”, comentou.

O prefeito Gean Loureiro informou que as luminárias de LED serão instaladas nas vias principais.

 

As vantagens

Luminárias LED

Longa vida útil (aproximadamente 50 mil horas);

Custo mínimo de manutenção;

Economia de energia (50% menor);

Ecologicamente correta;

Maior fluxo luminoso;

Maior IRC (Índice de Reprodução de Cor);

Menor dispersão luminosa;

Dispensa uso de reatores.

 

Luminárias de Alto Rendimento

Vida útil superior às luminárias convencionais;

Aumento da luminosidade em 30%;

Maior fluxo luminoso;

Alta eficiência energética;

Menor manutenção;

Menor dispersão luminosa;

Economia de recursos públicos.

 

Fonte: Prefeitura de Florianópolis

Publicidade

4 Comentários

Publicidade
Publicidade