Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Professores estaduais paralisam atividades e se reúnem em assembleia

A categoria está insatisfeita com a proposta apresentada pela Secretaria Estadual de Educação para reajuste do piso salarial

Viviane de Gênova
Florianópolis

Professores da rede estadual de ensino paralisaram suas atividades na tarde desta quinta-feira (26) para acompanhar uma assembleia realizada pela categoria, visando discutir o novo piso salarial dos magistrados proposto pelo governo. Por conta disso, as escolas não tiveram aula.

De acordo com informações do Sinte (Sindicato dos Trabalhadores em Educação na Rede Pública de Ensino do Estado de Santa Catarina), os professores estão insatisfeitos quanto à proposta apresentada pela Secretaria Estadual de Educação. Por isso, se reuniram para discutir a recusa ou aceitação do projeto.

A nova tabela prioriza ganhos maiores para os educadores com níveis de titulação. Essa categoria vem recebendo ganhos menores desde o início da aplicação da Lei do Piso, em 2011. A proposta também incentiva a permanência do professor em sala de aula com uma gratificação a mais, contada por dias trabalhados.

Se aprovado, haverá mudança para a progressão de carreira e na contratação do professor temporário, que é um dos questionamentos da classe, já que não haverá mais a vinculação deste na tabela de carreira. A contratação poderá ser apenas por hora-aula.

Pelo estudo, um professor começará ganhando, em sala de aula, o salário de R$ 3.041,87, e poderá chegar ao fim da carreira recebendo R$ 9.042,93. Na tabela atual, esses valores são de R$ 2.268,50 e R$ 5.345,66, respectivamente. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade