Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Procon irá orientar casas noturnas sobre ilegalidade da cobrança diferenciada por gênero

Em Florianópolis, o órgão irá visitar estabelecimentos nesta sexta-feira e sábado para alertar sobre a prática

Redação ND
Florianópolis
21/07/2017 às 19H55
A cobrança de preços diferenciados para homens e mulheres têm pouco mais de três semanas para ser abandonada - Marco Santiago/ND
Ilegalidade da prática, realizada abertamente até então, foi confirmada por uma nota técnica do DPDC - Marco Santiago/ND


A menos de duas semanas do fim da cobrança de entradas com preços diferenciados para homens e mulheres, em bares, restaurantes e casas noturnas de todo o país, o Procon de Florianópolis anunciou que realizará uma ação de orientação aos estabelecimentos da cidade.

A ilegalidade da prática, realizada abertamente até então, foi confirmada por uma nota técnica do DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor), que integra a Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), do Ministério da Justiça.

Nesta sexta-feira (21) o Procon da Capital visitará casas noturnas do Centro, Norte da Ilha e Lagoa da Conceição. Já no sábado (22) será a vez de estabelecimentos do Sul da Ilha, Centro e região continental.

Durante a ação, o órgão buscará esclarecer questões sobre a prática ilegal e abusiva, que poderá acarretar sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor. Após esta primeira notificação, os estabelecimentos terão 10 dias para entrar em conformidade com o artigo 6 da Lei Federal 8078/90. Depois deste prazo, o local que for pego cobrando valores diferenciados será autuado.

>> Com o fim dos preços diferenciados por gênero, estabelecimentos de lazer devem se adaptar

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade