Publicidade
Segunda-Feira, 12 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Procon fiscaliza postos de combustível da Grande Florianópolis durante o feriado

Com apoio da Polícia Civil, os fiscais vistoriaram estabelecimentos de quatro municípios, que devem vender a gasolina entre R$ 4,19 e R$ 4,49

Redação ND
Florianópolis
31/05/2018 às 22H30

Com o intuito de manter a ordem e impedir presos abusivos em postos de combustível, o Procon de Santa Catarina realizou mais uma ação na tarde desta quinta (31), na Grande Florianópolis. Os estabelecimentos voltaram a ser abastecidos nesta quarta-feira (30), quando a greve dos caminhoneiros teve movimento reduzido.

Fiscais do Procon visitaram postos de quatro municípios da Grande Florianópolis nesta quinta-feira - James Tavares/Secom/Divulgação/ND
Fiscais do Procon visitaram postos de quatro municípios da Grande Florianópolis nesta quinta-feira - James Tavares/Secom/Divulgação/ND


Ao longo do dia, com o apoio da Polícia Civil, os fiscais vistoriaram estabelecimentos de Antônio Carlos, Biguaçu, Palhoça e São José. Não foram encontradas irregularidades nos serviços. “Nós constatamos que o mercado estabilizou após estas ações do Governo do Estado através de fiscalizações do Procon e os postos estão mantendo a faixa de preço praticada anteriormente”, afirmou Michael da Silva, diretor estadual do Procon.

A população pode auxiliar o trabalho do Procon denunciando as irregularidades percebidas. Segundo o órgão, a gasolina deve ser vendida ao preço praticado antes do início da greve, entre R$ 4,19 e R$ 4,49. “Nós contamos com a ajuda do consumidor, oferecendo denúncias pelo nosso telefone 151, tendo um cuidado maior nesse período inicial”, garantiu Michael.

O Procon de Florianópolis, que inicialmente só retomaria as fiscalizações na segunda-feira (4), realizou fiscalizações na Capital nesta quinta. Foram analisadas as notas fiscais de compra e venda dos combustíveis, o fornecimento de notas fiscais aos consumidores, formas e condições de pagamento, bem como o LMC (Livro de Movimentação de Combustíveis).

Abastecimento e venda limitada

Mesmo abastecidos, de acordo com o vice-presidente do Sindópolis, Joel Fernandes, a quantidade de combustível estava prevista para atender a população somente até às 16h desta quinta. “Os caminhões continuam sendo abastecidos e saindo da distribuidora em Biguaçu com destino aos postos de combustível, que irão atender novamente nesta sexta”, tranquilizou.

A venda continua limitada a R$100 por cliente e a comercialização em galões proibida. As regras só deixam de valer quando a situação for normalizada, o que deve acontecer no Estado na próxima semana de acordo com o Sindipetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina).

>> Normalidade começa a ser retomada em Santa Catarina após greve de caminhoneiros

>> Postos de Florianópolis estão abastecidos, mas combustível não deve durar até o fim do dia

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade