Publicidade
Domingo, 17 de Fevereiro de 2019
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Prêmio Fritz Müller é entregue a 17 organizações catarinenses

Cerimônia ocorreu na noite desta terça-feira na sede da Fiesc, em Florianópolis

Andréa da Luz
Florianópolis
06/11/2018 às 23H20

O IMA (Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina) realizou, na noite de ontem, a entrega do 20º Prêmio Fritz Müller que reconhece projetos voltados à preservação do meio ambiente. Neste ano, 17 organizações foram contempladas: 15 receberam troféu e outras duas empresas o Certificado IMA de Gestão Ambiental. A solenidade aconteceu na Fiesc ( Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina), em Florianópolis.

Engie recebeu o Prêmio Fritz Müller na categoria Conservação de Recursos de Produção - Energia - Marco Santiago/ND
Engie recebeu o Prêmio Fritz Müller na categoria Conservação de Recursos de Produção - Energia - Marco Santiago/ND

O presidente do IMA, André Adriano Dick, destacou o reconhecimento de diversas iniciativas na edição deste ano, desde pequenos a grandes projetos ambientais, de escolas a corporações de grande porte. "Em todos os casos, ficou evidente o caráter de inovação e do uso da tecnologia nas ações desenvolvidas", afirmou. Ele também enfatizou que Santa Catarina foi o Estado que mais protegeu a Mata Atlântica, conseguindo reduzir o desmatamento ao patamar de 30 anos atrás e que isso mostra que o estado pode ter uma gestão sustentável eficiente.

Concedido anualmente, o Prêmio Fritz Müller é o principal reconhecimento ambiental do estado de Santa Catarina. O nome da honraria é uma homenagem ao famoso naturalista alemão Johann Friedrich Theodor Müller, que viveu em Blumenau por 45 anos. Considerado um revolucionário, estudioso do meio ambiente e precursor da ecologia, Fritz Müller foi aclamado como príncipe dos observadores da natureza.

O prêmio é destinado a projetos e iniciativas que vão além da legislação ambiental e que resultam em benefícios para a conservação do meio ambiente. Participam
empresas públicas e privadas, instituições, órgãos governamentais, cooperativas, ONGs, institutos e organizações que atuam em Santa Catarina, com projetos desenvolvidos no estado.

Reconhecimento

Uma das 15 empresas premiadas foi a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina), na categoria Controle da Poluição Atmosférica, pela instalação de um dos maiores corredores elétricos em operação no Brasil (com sete eletropostos em 300 quilômetros de extensão). O projeto desenvolvido em parceria com a Fundação Certi se destaca por incentivar o transporte elétrico, que reduz a emissão de gases poluentes ao utilizar energia limpa.

O objetivo é incentivar a inserção de fontes renováveis de energia e o uso de carros elétricos faz parte desse processo. Por isso a empresa desenvolve essa estrutura inicial de recarga com os eletropostos.

O presidente da inistituição, Cleverson Siewert, que representou o governador Eduardo Pinho Moreira na cerimônia, disse que a estrutura coloca o Estado na vanguarda da utilização de energia limpa no transporte e o prêmio é um reconhecimento de um trabalho que começou em 2011, quando a Celesc começou a tratar a sustentabilidade do ponto de vista da inovação.

Já na categoria de educação ambiental, duas instituições receberam certificados. O projeto municipal Escola do Mar de Florianópolis, desenvolvido pela prefeitura, foi um dos agraciados. Para o coordenador do projeto, Joaquim Antônio Neto, a premiação é um reconhecimento de dez anos de trabalho. "O projeto existe desde 2008 e esse prêmio nos coloca em um patamar superior porque é o maior reconhecimento de educação ambiental no Estado. Isso nos qualifica para buscar mais recursos e ampliar as parcerias que viabilizam o projeto", afirmou.

As ações começam com projetos feitos por unidades da rede municipal que são enviados à Escola do Mar para análise. Os selecionados farão parte de uma rede de atividades voltadas à sustentabilidade e preservação na Ilha de Santa Catarina e seu entorno, através da sensibilização junto a estudantes, professores e comunidade em geral, com ênfase em educação marinha e costeira.

Isso acontece por meio de saídas de estudos e observações, por mar e por terra, em quatro vertentes: navegação Costa Norte para crianças a partir de cinco anos; navegação para Ilha de Anhatomirim/Ilha de Ratones para estudantes a partir do 3º ano do ensino fundamental e estudantes da EJA (Educação de Jovens, Adultos e Idosos); visitação à Fortaleza de São José da Ponta Grossa/Praia do Forte englobando educação infantil, fundamental e EJA; e a trilha no Manguezal Ratones para estudantes do ensino fundamental e EJA.

Além disso, também são realizadas caminhadas e mutirões de limpeza de praia, mostras artísticas e seminários. A iniciativa tem uma média anual de 100 navegações, envolvendo 1.800 estudantes e 280 professores, sendo o maior projeto de educação ambiental das redes de ensino da região.

O outro projeto vencedor na mesma categoria foi da Samae, de Jaraguá do Sul, com o projeto “Proeva – Programa de Educação e Valorização da Água” coordenado pelo Samae e pela Secretaria Municipal de Educação e aplicado nas escolas da rede municipal aos estudantes do 4º ano do ensino fundamental.

O programa é desenvolvido há mais de 12 anos e formou mais de 19 mil estudantes. Eles participam de encontros em sala de aula e uma visita à Estação de Tratamento de Água e recebem um certificado de "Amigo da Água" no final do programa. Para o diretor-presidente da instituição, Ademir Izidoro, a premiação é uma honra e um orgulho para toda a equipe do Samae e valoriza ainda mais as ações relacionadas à preservação e o cuidado com o meio ambiente.

Homenagem

O ex-presidente do IMA, Alexandre Waltrick Rates, recebeu o prêmio Personalidade Ambiental 2018, eleito por unanimidade pelos servidores do instituto. Alexandre disse que a homenagem é para todos que trabalharam para que o Instituto fosse viabilizado e que ele é apenas um porta-voz do trabalho como "exportador de ideias e inovações".

Ele também lembrou que não tinha certeza se o projeto de criação do IMA estava no caminho certo, mas que o apoio do ex-governador Luiz Henrique da Silveira foi fundamental para continuar sua luta. "Quando mostrei o projeto e ele [Luiz Henrique] disse que era isso que ele sempre quis ver", eu tive a certeza que o IMA poderia dar certo.

Confira a lista dos vencedores do  20º Prêmio Fritz Müller 

Agricultura sustentável

Epagri; projeto: Organização e melhoria no sistema de produção orgânica de banana prata no extremo Sul catarinense

Conservação de insumos de produção – água

Doutor Água Soluções Sustentáveis; projeto: Dr. Água e Etac – Um projeto de vida

Conservação de insumos de produção – energia

Copercampos; projeto: Usina de Energia Solar

Conservação de recursos naturais e da vida silvestre

Engie; projeto: Matriz Biodiversidade

Controle da poluição atmosférica

Celesc; projeto: Eletroposto Celesc – abrindo um novo caminho

Educação ambiental

Samae (troféu); projeto – Proeva (Programa de Educação e Valorização da Água)

Escola do Mar de Florianópolis (certificado)

Gestão ambiental

Netzsch; projeto: Gestão Ambiental na Netzsch do Brasil

Gestão socioambiental

Cras Oxford; projeto: Comunidade sustentável

Produto ecológico

Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia; projeto: Case de reciclagem de poliestireno

Projetos de pesquisa

Pró Desenvolvimento Urbano; projeto: Sistema de tratamento térmico de resíduos sólidos urbanos com aproveitamento energético

Reciclagem

Pioneiro Ecometais Industrial Ltda; projeto: Reciclagem de pneus a partir do processo de pirólise

Recuperação de áreas degradadas

Consórcio Itá; projeto: Controle de erosão por técnicas de engenharia natural nas encostas da barragem da Usina Hidrelétrica de Itá

Resíduos sólidos

Cia. Industrial H. Carlos Schneider; projeto: Refugo “0”: fixando sustentabilidade

Tratamento de efluentes

Município de São Ludgero (troféu); projeto: São Ludgero 100% esgoto sanitário tratado nas áreas urbana e rural

Wier Tecnologia Plasma e Ozônio (certificado); projeto: Inovadora tecnologia verde para o real tratamento de efluentes

Turismo ecológico e sustentável

Itá Eco Turismo Ltda; projeto: Turismo Ecológico e Sustentável

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade