Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Prefeitura de Palhoça e concessionária discutem pacote de obras de mobilidade para BR-101

Negociações entre município e Autopista Litoral Sul começaram há poucos dias e pretendem destravar o fluxo de veículos nas marginais da rodovia e em ruas próximas

Everton Palaoro
Florianópolis
08/05/2018 às 21H47

A Prefeitura de Palhoça e a concessionária Autopista Litoral Sul discutem um pacote de mobilidade. As tratativas iniciadas há poucos dias pretendem destravar o fluxo de veículos nas marginais da BR-101 e ruas próximas. Segundo o secretário de Infraestrutura, Eduardo Freccia, quando ocorrem congestionamentos ou acidentes na rodovia, as vias laterais ficam sobrecarregadas.
No começo do mês, município e Autopista se reuniram e começaram a discutir medidas e prazos de execução. No pacote pleiteado pelas autoridades está incluso obras como o novo acesso à região central, modificações no acesso à marginal norte, alargamento entre a loja Havan e o viaduto do Passa Vinte, modificações no viaduto do Aririú, novos retornos, semáforo, além de melhoria na ligação com a BR-282.

Mobilidade da BR-101 é um problema discutido há tempo - Marco Santiago/ND
Mobilidade da BR-101 é um problema discutido há tempo - Marco Santiago/ND


A Prefeitura de Palhoça entende que todos projetos são importantes para a mobilidade urbana. De acordo com Freccia, “Nos horários de pico, quando ocorre qualquer problema na BR-101, seja acidente ou congestionamento, as pessoas migram para as vias internas trancando todas as ruas do município. Por isso, temos que agir e criar ações para ter mais fluidez no tráfego, tirando o trânsito da marginal para os bairros”.

Algumas medidas ainda carecem da conclusão de projetos. Entre eles, o alargamento das pontes do rio Imaruí e a do rio Passa Vinte, permitindo assim a abertura de uma terceira pista de rolamento na rodovia BR-101.

Ações com data para sair do papel

O Secretário de Infraestrutura de Palhoça, Eduardo Freccia, reforça que a linha de diálogo estabelecida com a concessionária tem funcionado. Segundo ele, todas as ações que serão tomadas foram discutidas em dois encontros. “Todas as obras listadas são intervenções estudadas pelo município que vem contribuir para melhorar o fluxo de veículos na região. É uma situação que precisamos resolver e estamos construindo a quatro mãos”, destacou.

Um ponto importante do trabalho é a execução de um cronograma onde cada parte tem tarefas a seguir. “As conversas avançaram desenvolvemos uma agenda semanal com prazos. Ontem, tínhamos prazos para entregar alguns projetos. Hoje, outros e por aí afora”, exemplificou o secretário de Infraestrutura.

Publicidade

5 Comentários

Publicidade
Publicidade