Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Defesa Civil interdita seis residências ao redor de prédio em Itajaí

Nova vistoria feita no edifício Morada do Sol Club Residencial exigiu mais medidas de segurança

Redação ND
Florianópolis
31/05/2018 às 17H50

Após uma nova vistoria realizada na tarde desta quinta-feira (31) no edifício Morada do Sol Club Residencial, no bairro São Vicente, em Itajaí, outras medidas de segurança foram tomadas. A vistoria foi feita pela Defesa Civil, bombeiros, engenheiros da construtora e um engenheiro contratado pelos moradores.

Além da manutenção da interdição do prédio, foi decidido interditar seis residências vizinhas que ficam na rua Padre Paulo Condla, por medida de precaução. Como ação imediata, a construtora vai executar um procedimento de reforço estrutural do prédio. Após a conclusão dos trabalhos, e com parecer técnico emitido por profissional habilitado que garanta a segurança da edificação, será liberado o retorno dos vizinhos às residências.

Ainda não há previsão para liberação dos moradores ao condomínio residencial. A construtora responsável pela obra informa que assistirá todas as pessoas que não tiverem para onde ir até a solução do caso.

Rachadura em apartamento

O edifício foi interditado pela primeira vez na noite desta quarta (30), pela Defesa Civil, que foi até o local após circularem muitos boatos em redes sociais sobre as condições do prédio. O órgão de defesa constatou uma rachadura na parede de um dos apartamentos do primeiro andar e interditou o prédio como medida preventiva.

Outros apartamentos não foram afetados. A construtora foi chamada e colocou vigas para dar suporte até que o problema seja resolvido. O prédio é novo, foi entregue em setembro do ano passado e está com toda a documentação em dia.

A síndica acredita que não há grandes riscos, mas como os demais moradores, ela também aguarda um parecer técnico para garantir que o local é seguro.

Com a interdição, os moradores tiveram que desocupar o prédio. Um casal tentou entrar para pegar algumas roupas, mas como o edifício já estava interditado, não conseguiram levar nada.

Mais de cem pessoas moram no local e todas tiveram que sair. Algumas foram para casas de parentes e outras para hoteis. A construtora responsável pela obra se comprometeu a pagar a diária.

Edifício de apartamentos interditado em Itajaí - Anderson Silva/Secom Itajaí/Divulgação
Edifício de apartamentos interditado em Itajaí - Anderson Silva/Secom Itajaí/Divulgação


*Com informações da RIC TV.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade