Publicidade
Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 20º C

Por conta própria, moradores do Campeche fecham saídas irregulares de esgoto

Eles utilizaram cerca de 120 sacos de areia para barrar uma ligação clandestina de esgoto até a praia

Viviane de Gênova e Felipe Alves
Florianópolis
10/01/2017 às 07H45

Cansados da poluição no Campeche, moradores do bairro decidiram, por conta própria, fechar saídas irregulares do esgoto, no Sul da Ilha, em Florianópolis. A primeira etapa da ação aconteceu neste domingo (8), mas deverá ser mantida nos próximos finais de semana.

“Nossa intenção é chamar a atenção da sociedade e de autoridades para a poluição da praia do Campeche. Pra gente não é uma suspeita, o esgoto irregular é visível e acaba desembocando na praia. Estamos cuidando do que é nosso”, afirma a aposentada Maria Lucia Chagas, de 52 anos, moradora nativa do Campeche. Ela explica que essas instalações irregulares são ligadas à rede de drenagem feita pela Prefeitura, seguindo até a água do mar.

Moradores do Campeche fecham saídas irregulares de esgoto - Silézio Sabino/ND
Moradores encheram sacos de areia para impedir as saídas irregulares de esgoto - Silézio Sabino/ND

De acordo com ela, mais de 50 moradores participaram da ação, com apoio de ambulantes e comerciantes do bairro. Foram carregadas cerca de 120 sacos de areia, com cerca de 40kg cada, para fechar o primeiro ponto do que os moradores chamam de esgoto irregular, que fica próximo ao Rancho de Pesca do ‘seu’ Getúlio.  

“Queremos chamar a atenção também do morador que faz esse tipo de coisa, afinal, com a saída fechada, o esgoto acabará voltando e transbordando em sua casa”, acrescenta.

 >> Mau cheiro e espuma branca na Praia do Campeche alertam para falta de fiscalização

Ainda conforme Maria Lucia, os moradores já estão se organizando para fechar outras três saídas irregulares, sendo que consideram a de maior gravidade a que fica na região entre a Lomba do Sabão e a Lagoa da Chica.

“Mas lá, achamos que só os sacos de areia não darão conta do problema, teremos que passar concreto”, comenta. A moradora ainda diz que o grupo se organizou voluntariamente e que órgãos de fiscalização já foram procurados para resolver o problema, mas que nada foi feito.

Moradores do Campeche fecham saídas irregulares de esgoto - Silézio Sabino/ND
Moradores do Campeche fecham saídas irregulares de esgoto - Silézio Sabino/ND


A Casan informou que, como não possui rede de esgoto na região, a responsabilidade pela fiscalização das instalações irregulares é da Vigilância Sanitária.  A reportagem não conseguiu contato com o órgão responsável, mas na sexta-feira, dia 6, o diretor de Vigilância Ambiental, Anselmo Granzotto, afirmou que as fiscalizações na região serão retomadas nesta semana.

"Mandarei equipes para o Campeche. Se encontrarmos ligações irregulares, as saídas serão lacradas sumariamente e o responsável responderá pelo crime ambiental”, prometeu.

Prefeitura realiza operação nesta terça no Campeche

A diretoria de vigilância em saúde de Florianópolis e a Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis) realizam a partir desta terça (10) uma operação no Campeche para autuar e lacrar as saídas de esgotos irregulares no bairro. De acordo com o diretor de vigilância em saúde de Florianópolis, Anselmo Granzotto, a princípio há quatro saídas irregulares, como foi apontado pelos moradores, mas pode ser que novas sejam descobertas durante a operação.

Na tarde desta terça, os fiscais irão percorrer o Campeche e lacrar as saídas irregulares. “Tem que ser identificado de onde vêm para não lacrar qualquer coisa. Para isso, é feita uma análise com a Floram e, depois, é feita a ação”, afirma Anselmo. Com o auxílio de um corante jogado na rede de esgoto, é possível verificar a origem da irregularidade.

Publicidade

17 Comentários

Publicidade
Publicidade