Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Por aumento, praças da PM estão em vigília na Assembléia

Praças da Polícia Militar de Santa Catarina lotam o auditório Antonieta de Barros em Assembléia Geral para exigir reajuste de salários.

João Meassi
Florianópolis

Praças da Polícia Militar estão em vigília na Assembléia Legislativa. Eles aguardam uma posição do governo sobre várias reivindicações, a começar pela incorporação do abono.  Até o meio-dia desta quarta-feira (30) o projeto de reajuste dos salários da Polícia Militar e também da Polícia Civil não tinha chegado no gabinete do deputado Elizeu Mattos (PMDB), líder do governo.  “Deve chegar no inicio desta tarde”, afirmou o deputado Elizeu Mattos. Outro projeto que entra hoje, segundo o líder do governo, é o que concede a anistia aos praças. O comandante da Polícia Militar, Nazareno Marcineiro, esteve na Assembléia e comunicou sobre o projeto de anistia.

Os praças da PM  lotaram o auditório Antonieta de Barros para uma Assembléia  Geral com  convocada pela Aprasc  (Associação dos Praças da Polícia Militar de Santa Catarina). O clima era de expectativa entre os policiais militares que aguardam para hoje uma posição do governo.

Os policiais militares querem a redução do  prazo de incorporação dos abonos. O governo anunciou a incorporação dos abonos em quatro anos, a começar por agosto de 2012.

A Associação dos Oficiais também particpou da Assembléia.  A reunião da PM contou com mais de 600 pessoas vindas de todo o Estado. A reunião começou atrasado por causa do grande fluxo de tráfego na ponte.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade