Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Polícia impede golpe realizado via Whatsapp em Maravilha, no Oeste de Santa Catarina

Quadrilha do Mato Grosso do Sul apresentou um comprovante de pagamento falso na compra de uma caminhonete e iria faturar R$ 60 mil com a revenda do veículo para uma revendedora de carros

Redação ND
Florianópolis
24/01/2018 às 20H06

A Polícia Civil de Maravilha, no Oeste de Santa Catarina, impediu uma quadrilha de aplicar um golpe via Whatsapp, no fim da tarde desta terça-feira (23). Após uma denúncia, o Setor de Investigação Criminal averiguou a negociação suspeita de uma caminhonete, realizada pelo aplicativo, e conseguiu impedir o crime de estelionato mediante falsa identidade. A quadrilha identificada é de Mato Grosso do Sul e tem histórico de golpes nas cidades de São Lourenço do Oeste, Caçador e Porto União.

Segundo a Polícia Civil, um integrante da quadrilha se apresentou à vítima como uma autoridade do município de Maravilha no Whatsapp, inclusive utilizando uma foto da pessoa que fingia ser no perfil do aplicativo, e passou a negociar a aquisição do veículo. Depois de estabelecerem o valor a ser pago pela caminhonete, o suspeito encaminhou um falso comprovante de transferência bancária de R$ 77 mil, que também foi enviado através do aplicativo de mensagens.

Após a falsa comprovação de pagamento da caminhonete, o homem solicitou à vítima que os documentos do veículo fossem transferidos para uma revendedora de automóveis com a qual havia negociado previamente, por um valor abaixo do mercado, tudo isso através do Whatsapp. Segundo informações da polícia, a loja de carros pagaria R$ 60 mil ao estelionatário. Dessa forma, a quadrilha ficaria com a quantia paga pela revendedora e as vítimas com o prejuízo, como nos outros golpes que aplicados anteriormente.

O Boletim de Ocorrência foi registrado e será instaurado um Inquérito Policial para dar prosseguimento às investigações. Os policiais orientaram as vítimas a não realizarem nenhum tipo de depósito ou transferência bancária e advertiram que realizar operações comerciais requer cuidado extra, especialmente quando realizadas via internet, pois criminosos têm se valido da possibilidade do anonimato para aplicar os mais variados tipos de golpe. A ação contou com apoio de policiais da 9ª Região da Polícia Militar.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade