Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Suspeito de matar adolescente nas imediações da UFSC era conhecido da vítima

Marcos Júnior Graff Machado, de 16 anos, morreu com um tiro na cabeça no dia 2 de junho no bairro Pantanal, em Florianópolis

Redação ND
Florianópolis
11/06/2018 às 18H58

A Polícia Civil de Florianópolis está à procura de um suspeito pelo assassinato do adolescente Marcos Júnior Graff Machado, de 16 anos, morto com um tiro na cabeça no último dia 2 de junho, na rua Deputado Antônio Edu Vieira, bairro Pantanal, nos arredores da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). O suspeito já foi identificado, porém sua localização é desconhecida. Ele era conhecido da vítima.

Bagunça fica concentrada nos quatros bares em frente a um dos acessos à universidade - Marco Santiago/ND
Assassinato ocorreu na rua Deputado Antônio Edu Vieira - Marco Santiago/ND


Segundo informações do delegado Ênio de Oliveira Mattos, da Delegacia de Homícidios, quando ele for localizado, será levado para prestar depoimento. Dependendo dos esclarecimentos fornecidos, poderá ou não ser pedido um mandado de prisão contra o suspeito, que não teve a idade revelada pelo delegado.

As motivações do crime não estão claras e a polícia espera que o suspeito possa dar informações sobre esse ponto. Não está descartada a possibilidade de o crime ser resultado de uma desavença entre os dois. Outra linha de investigação havia levantado a possibilidade de um assalto, mas foi descartada.

Segundo o titular da Homicídios, a briga generalizada ocorrida em frente aos bares Meu Escritório e Maneca, na madrugada do crime, não tem relação com o assassinato pois teria ocorrido depois que o rapaz foi alvejado. A confusão, que acabou em um enfrentamento entre a Polícia Militar e os frequentadores dos bares, acabou resultando na interdição de um dos estabelecimentos que estava funcionando sem alvará.

Mattos também afirmou que o laudo do IGP não revelou o calibre da arma que vitimou o rapaz. Ao contrário do que foi divulgado anteriormente, a vítima não foi atingida em outras regiões do corpo, somente na cabeça.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade