Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Polícia civil procura assaltante que estuprou professora dentro de casa, no Pantanal

Vítima foi abordada por homem armado de pistola, quando saía para o trabalho. Depois da violência sexual, bandido fugiu com objetos de valor

Edson Rosa
Florianópolis

A Polícia Civil de Florianópolis divulgou retrato falado de suspeito de estupro, ocorrido no dia 24 de maio, na rua Leonor de Barros, Pantanal. De acordo com imagem elaborada pela papiloscopista Simone Macedo Ramos, trata-se de homem branco, entre 25 e 30 anos, com cabelos e olhos castanhos, medindo cerca de 1,70 metro, magro, que no dia do crime trajava camiseta e jaqueta de moletom escuros, e estava armado com  uma pistola automática.

De acordo com boletim de ocorrência, a professora saiu de casa por volta das 9h30 daquele dia para ir trabalhar.

Do lado de fora, ela foi abordada pelo homem armado, que anunciou assalto e a mandou retornar para dentro da residência, alegando que precisava de dinheiro para sustentar um filho.

Ainda de acordo com depoimento da vítima ao delegado Luís Felipe Rosado, da DRR (Delegacia de Repressão a Roubos), ao entrarem na casa, o bandido atacou a vítima sexualmente. Antes de libertá-la, o bandido ameaçou voltar para matá-la, caso o caso fosse denunciado à polícia. Depois, juntou alguns objetos de valor e fugiu, sem deixar pistas.

O retrato falado foi elaborado no setor de papiloscopia e representação do Núcleo Regional de Perícias de Lages, com base nas descrições feitas pela vítima. Ela atribui pelo menos 40% de semelhança entre a imagem elaborada e o suspeito do crime.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade