Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Polícia Civil conclui inquérito contra professor da Udesc

Defesa das alunas que acusam o docente de crime sexual questiona pedido de indiciamento do docente por perturbação da tranquilidade

Redação ND
Florianópolis
06/06/2018 às 22H44

A Polícia Civil de Santa Catarina apresentou a conclusão de um dos inquéritos que apura supostos crimes sexuais cometidos por um professor da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), nesta quarta-feira (6). O delegado Paulo Henrique de Deus, que conduziu as investigações, no entanto, pediu o indiciamento do docente por perturbação da tranquilidade, crime de baixo potencial ofensivo, com pena de 15 dias a dois meses. A defesa das vítimas questionou a tipificação dos crimes e, segundo a advogada Isadora Tavares, o inquérito deve retornar para a Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) para nova manifestação policial.

Faixa fixada no portão de entrada do campus sede da Udesc, em Florianópolis - Marco Santiago/ND
Faixa fixada no portão de entrada do campus sede da Udesc, em Florianópolis - Marco Santiago/ND


A investigação ouviu dez alunas que afirmaram terem sido vítimas de assédio sexual durante as sessões de orientação com o professor. Os casos vieram à tona depois que uma das alunas relatou ter sido estuprada pelo docente, o que motivou outras estudantes a contarem casos semelhantes de assédio sexual vividos na sala de orientação pedagógica, onde ficavam sozinhas com o professor. O caso de estupro é investigado em Palhoça, onde teriam ocorrido os fatos, e ainda não foi concluído.

Já no caso investigado na Capital, que apontou prática da contravenção penal de perturbação da tranquilidade, Isadora informou que após manifestação da defesa o delegado teria pedido novo prazo ao Ministério Público de Santa Catarina. A reportagem tentou contato com o delegado para confirmar a informação, que foi repassada às 20h, mas não conseguiu contato.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade