Publicidade
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Pesquisa Impar reconhece nesta terça-feira marcas catarinenses de 30 segmentos

A pesquisa é resultado de um amplo levantamento do Ibope Inteligência para compreender melhor o consumidor de Santa Catarina

Redação ND
Florianópolis
19/11/2018 às 22H17

O evento de certificação das marcas de maior afinidade com o público divulgadas pela Pesquisa Impar será realizado nesta terça-feira (20), na sede da Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina), às 19h30. A pesquisa é resultado de um amplo levantamento do Ibope Inteligência em todas as regiões de Santa Catarina para compreender melhor o consumidor catarinense.

Evento de certificação conta com cobertura completa das plataformas do Grupo RIC - Divulgação/ND
Evento de certificação conta com cobertura completa das plataformas do Grupo RIC - Divulgação/ND


Na 11ª edição, a pesquisa vai reconhecer as marcas em 30 segmentos da economia catarinense. Além disso, o Impar certifica os destaques catarinenses e, a partir desta edição, as três marcas com maior índice recebem o troféu “Top Impar”.

O evento de certificação conta com cobertura completa das plataformas do Grupo RIC. Pelo Facebook será possível acompanhar ao vivo a transmissão do evento. No Twitter o público pode acompanhar a cobertura minuto a minuto. Já no Instagram serão publicadas fotos de bastidores e dos agraciados. A hashtag oficial do evento será #IMPAR2018.

Já no site impar.online uma plataforma de conteúdo reúne notícias de tecnologia, tendências e artigos. Os assuntos também ganham repercussão nas emissoras de TV do Grupo RIC e no Notícias do Dia, aproveitando a distribuição do Grupo RIC, maior gerador de conteúdo regional do Brasil.

Na pesquisa, o Ibope Inteligência questiona quais marcas são mais lembradas e preferidas por meio de entrevistas com o público consumidor. Os dados são cruzados e chega-se ao índice de afinidade, característica que diferencia o Impar, sendo a mais completa pesquisa do gênero no Sul do Brasil. O instituto é referência com mais de sete décadas na área, o que confere credibilidade aos dados.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade