Publicidade
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Homem que esfaqueou e matou jovem em Palhoça confundiu casa com boca de fumo

Confusão começou quando o agressor bateu na casa errada, em busca de drogas

Colombo de Souza
Florianópolis
16/07/2017 às 16H21

Ao bater na porta errada de uma casa na Barra do Aririú, em Palhoça, pensando que o local era um ponto de drogas, o pedreiro Flávio Cimas, 48, se desentendeu com os donos da residência e matou um adolescente de 17 anos, além de ferir o pai dele. O agressor estava armado com uma faca. Flávio foi detido por populares, que pretendiam linchá-lo. A Polícia Militar, no entanto, agiu rápido e tirou o agressor das mãos dos moradores revoltados com a violência.

Segundo a PM, a ocorrência iniciou por volta das 14h de sábado (15) e terminou uma hora depois. Informado por alguém, que certamente teria confundido a casa do trabalhador com  uma “boca de fumo”, o pedreiro bateu no lar do adolescente, que foi atendê-lo no portão e não gostou da intimada do estranho querendo comprar drogas.

Inicialmente ocorreu um bate-boca. Na sequência, ofensas mútuas e vias de fatos. O pedreiro puxou uma faca e acertou o adolescente, que gritou pelo pai. O pai também ficou ferido. Os dois foram levados à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Palhoça. O adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu. O pai foi transferido para o Hospital Regional de São José. De acordo com enfermeiros de plantão, o estado de saúde do paciente é estável.

O agressor detido por populares foi encaminhado, junto com a faca, para a Delegacia da Polícia Civil de Palhoça, para ser autuado em flagrante. Ele ainda permanece na carceragem da delegacia aguardando vaga na Central de Triagem na Agronômica, em Florianópolis.

Publicidade

4 Comentários

Publicidade
Publicidade