Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Páscoa deste ano deve ser das barras de chocolate, tabletes e caixas de bombons

Previsão de quase metade dos supermercadistas é de que as vendas fiquem no mesmo patamar de 2016. Ovos estão 3% mais caros em relação ao ano passado

Felipe Alves
Florianópolis
28/03/2017 às 22H49

A três semanas da Páscoa, que será em 16 de abril, os tradicionais ovos de chocolates tomam conta dos corredores dos supermercados. Com várias opções de tamanhos, preços e sabores, a regra para o consumidor é pesquisar antes de comprar. Na média, os ovos de chocolate estão 3% mais caros este ano em relação a 2016, de acordo com pesquisa da Abras (Associação Brasileira de Supermercados). Para os comerciantes, a saída é apostar não só nos ovos, mas também em outros produtos feitos de chocolate.

Páscoa deste ano terá mais lembrancinhas de chocolate - Marco Santiago/ND
Com os ovos mais caros, a Páscoa deste ano terá mais lembrancinhas de chocolate - Marco Santiago/ND


A Walmart, que é dona da bandeira Big, aposta na “Páscoa da lembrancinha”. Com o momento de aperto orçamentário do consumidor, a rede confia nas vendas de tabletes de chocolates e investiu em itens importados e exclusivos para o período a partir de R$ 3,98. Além disso, a rede também tem ovos de tamanhos menores e de fabricação própria.

A rede Bistek acredita que a busca por ovos deve crescer na véspera da Páscoa, e a expectativa é manter o mesmo volume de vendas do ano passado. De acordo com o diretor de marketing Wagner Michel Figueredo Ghislandi, a procura deve se intensificar nos dez dias que antecedem a Páscoa. “Percebemos que as vendas já começaram, principalmente daqueles consumidores que não querem correr o risco de ficar sem o seu ovo preferido, porém o grande volume de vendas se concentra nos últimos dez dias”, afirma.

As novidades da rede são os ovos funcionais e aqueles para as crianças, com novos brinquedos. Para facilitar as compras, as duas redes oferecem opções especiais de parcelamento.

Quem passa pelos supermercados tem a sensação de que as gôndolas de chocolates diminuíram. De acordo com a Abras, houve queda nas encomendas de ovos e os varejistas decidiram apostar em produtos de menor valor agregado, como caixas de bombons e chocolates em geral.

No Xande, por exemplo, a gôndola de ovos é metade do tamanho da de 2016. “Recebemos 40% a menos da indústria de chocolates esse ano, porque os consumidores devem aproveitar muito mais barras de chocolates e bombons, opções mais baratas”, afirma o gerente Paulo Roberto Siqueira.

63% dos brasileiros presenteiam com chocolates

A Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados) não faz previsões de preços dos ovos de Páscoa. No ano passado foram produzidas 14,3 mil toneladas de chocolate para a data, o equivalente a 58 milhões de ovos em todo o país.

Em pesquisa encomendada pela associação, 63% dos brasileiros afirmaram ter o hábito de presentear com chocolates na Páscoa. Para este ano são cerca de 120 lançamentos no mercado. “Cremos que 2017 será um ano bem melhor do que 2016 para o nosso setor e portanto, em âmbito de recuperação, esperamos voltar a crescer”, analisa Ubiracy Fonseca, presidente da Abicab.

Expectativa dos supermercadistas sobre as vendas da Páscoa

48,5% preveem que ficarão no mesmo patamar que 2016

39,4% preveem que ficarão abaixo de 2016

12,1% preveem que ficarão acima de 2016

Evolução das encomendas dos supermercadistas junto aos fornecedores em relação a 2016

Caixa de bombom de 400g: 4% maior

Chocolates em geral (barras, tabletes, etc): 4% maior

Bombom bola (Sonho de valsa, Surreal, etc): 2,1% maior

Ovos de até 150g: 5,9% menor

Ovos de 150g a 500g: 9,4% menor

Ovos acima de 500g: 9,8% menor

Ovos em geral: 9,8% menor

Fonte: Abras (Associação Brasileira de Supermercados)

 

Dicas para economizar na compra

- Faça uma lista com os nomes das pessoas que deseja presentear na Páscoa, priorizando os mais próximos e as crianças

- Procure saber o gosto destas pessoas. Há quem prefira chocolate em quantidades menores e/ou apenas sabores específicos. Assim, estará evitando o desperdício

- Pesquise preços e trace um orçamento para que possa prever o seu gasto total. Se ficar alto, veja de que formas pode reduzir

- Pense além dos ovos de Páscoa: confira preços dos bombons e chocolates em barra, já que costumam ter a mesma quantidade por preços mais acessíveis

- Caso tenha boa mão na cozinha, considere preparar seus próprios chocolates para presentear, diminuindo as despesas

- Evite se endividar para presentear, ou seja, parcelar as compras ou entrar no cheque especial

- Na hora das compras, opte pelos estabelecimentos que oferecem os menores preços. Vá com tempo e paciência para pesquisar

- Leve a lista e siga o orçamento. Se desejar comprar algo fora do planejamento, some o valor e analise qual será o gasto total

- Confira os preços nas gôndolas e também no caixa, evitando pagar mais caro do que o planejado

- Caso não se importe em presentear após a Páscoa, é válido esperar, pois os preços caem consideravelmente.

Fonte: DSOP Educação Financeira

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade