Publicidade
Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 32º C
  • 21º C

Parte do prédio da Faculdade Esucri é interditada em Criciúma

Problema seria localizado e restrito a um pilar da Unidade 4, que apresentou rachaduras

Redação ND
Florianópolis
17/11/2018 às 18H01

Parte do prédio da Faculdade Esucri, no Centro de Criciúma, Sul do Estado, foi interditada no noite de sexta-feira (16) até às 8h30 deste sábado (17), quando estava prevista uma perícia para saber o que ocorreu de fato. O problema foi registrado em um pilar da Unidade 4, o qual apresentou grandes rachaduras.

Pilar da Unidade 4 da Faculdade Esucri, em Criciúma, apresentou rachaduras - Divulgação/ND
Pilar da Unidade 4 da Faculdade Esucri, em Criciúma, apresentou rachaduras - Divulgação/ND


O incidente não afetou outras unidades nem a estrutura do prédio. Todos os outros pilares estão intactos e por uma questão de segurança o prédio foi interditado temporariamente pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo nota oficial divulgada pela Faculdade, o perito Sérgio Becke esteve no local na manhã deste sábado para analisar a rachadura em questão, porém o laudo será divulgado apenas na segunda-feira (19).

A edificação fica próxima à rodoviária e é a mais antiga da instituição, tendo 12 salas de aula. Como não há registro de situação anormal no prédio principal, as aulas foram mantidas, tanto neste sábado (17), como na segunda-feira (19).

Um concurso público previsto para domingo (18) também vai acontecer normalmente, visto que as provas serão aplicadas no bloco principal.

Na nota oficial da instituição consta ainda que "de forma preliminar é possível dizer que toda a estrutura do prédio foi analisada e constatou-se que o problema aconteceu apenas no pilar em questão. Becke possui larga experiência em patologias e sinistro, e é diretor do Instituto de Avaliações e Perícias de Santa Catarina (Ibape-SC).

Durante a próxima semana, alunos serão realocados para outras unidades da instituição, pois o pilar da Unidade IV passará por reforma. Por questão de segurança, limpeza e tranquilidade para os alunos, as aulas acontecerão em outras salas de aula. Os mapas com as novas salas de aula serão divulgados através do site e sistema interno.

Até que o laudo oficial seja entregue pelo perito ao Corpo de Bombeiros, a unidade permanecerá com as placas de interdição. Destacamos, ainda, que as Faculdades Esucri contam com 10 unidades no total, e o problema foi registrado em apenas uma delas. As atividades, aulas e concurso público marcado para este domingo transcorrem normalmente nos próximos dias".

O sistema Esucri possui hoje 9,2 mil alunos. Na unidade onde houve o problema estudam, em média, 400 alunos.

Com informações da RIC TV Record.

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade