Publicidade
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Parque Marina será capaz de despertar setor náutico em Florianópolis

Lideranças estão otimistas com implantação do projeto na Capital

Cristiano Rigo Dalcin
Florianópolis
20/09/2018 às 07H35

Lideranças do Turismo aguardam a realização da audiência pública na Câmara de Vereadores com expectativa otimista para que Florianópolis possa finalmente despertar para o setor náutico. Mais do que fazer a população virar os olhares para o mar, o Parque Urbano Marina Beira-Mar Norte pode ser o ponto de partida para uma série de ações de desenvolvimento econômico em toda a Ilha. 

Ex-presidente da Embratur e atual ministro do Turismo, o catarinense Vinicius Lummertz, é um dos entusiastas do projeto.  “Florianópolis precisa desenvolver suas vocações, que estão ligadas às baías (Norte e Sul). Não podemos construir apenas apartamentos, mas temos que construir equipamentos, que geram receita e emprego”, resume  Lummertz.

Projeto arquitetônico do Parque Urbano Marina Beira Mar Norte já está definido  - Divulgação/ND
Projeto arquitetônico do Parque Urbano Marina Beira Mar Norte já está definido - Divulgação/ND

Integrante da organização FloripAmanhã, Zena Becker destaca que o projeto é essencial para inserir Florianópolis na política mundial de transformação urbanística denominada “Cidade para as pessoas”.  “Nós esperamos que todos os vereadores tenham a consciência da importância deste projeto, pois está na hora de Florianópolis se virar para o mar”, destaca.

Mais do que uma marina, Becker ressalta que se trata de um parque urbano capaz de promover uma transformação urbanística na região, com criação de áreas de recreação, porto para implantação do transporte marítimo e integração com outros modais. “Você poderá pegar descer do barco e pegar uma bicicleta para percorrer a orla, ou utilizar o transporte coletivo ou se for o caso, até caminhar até a área central da cidade, pois ficará muito próximo”, relata.

O presidente da Acatmar, Leandro Mané Ferrari, está em Genova, na Itália, para participar de uma feira náutica, mas acompanha diariamente o andamento do projeto porque acredita que Florianópolis pode ser outra cidade com a instalação do parque urbano Marina Beira-Mar Norte.  “Toda cadeia produtiva do setor náutico através da economia do mar vai comprovar com essa marina o quanto uma estrutura náutica pode gerar de emprego qualificado e renda para a cidade”, atesta.

Prefeitura estima obras para início de 2019

A expectativa da prefeitura de Florianópolis para a realização da audiência pública “é a melhor possível”, segundo o secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Florianópolis, Juliano Richter Pires.  A audiência faz parte de uma das quatro etapas que o município espera cumprir para ver o Parque Urbano Marina Beira-Mar Norte sair do papel. Sem um projeto executivo e apenas com um projeto arquitetônico definido, o valor do investimento é estimado entre R$ 65 a R$ 80 milhões. 

De acordo com Pires, além da aprovação do projeto de lei na Câmara de Vereadores nas próximas semanas, o município precisa resolver algumas situações junto a SPU (Superintendência de Patrimônio da União) e ao TCE (Tribunal de Contas do Estado). Este último fez algumas recomendações em relação à elaboração do primeiro edital. “Na SPU já está 99% aprovado, faltando alguns trâmites burocráticos”, lembra.

A quarta e última etapa a ser vencida está relacionada aos licenciamentos ambientais, que estarão sob a responsabilidade da empresa concessionária. Pires estima que os licenciamentos sejam viabilizados dentro de um período de nove a 10 meses a partir da escolha da empresa concessionária, que assim poderá dar início as obras no final de 2019 ou início de 2020.

O secretário ressalta ainda que as obras de balneabilidade da Casan em andamento não serão afetadas pela instalação do Parque Urbano Marina Beira-Mar Norte.  

Publicidade

6 Comentários

Publicidade
Publicidade