Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Operação cumpre mandados contra contrabando e comércio de cigarros na Grande Florianópolis

Cerca de 100 policiais federais e 12 servidores da Receita Federal participam da ação, que acontece nas cidades de Itapema, Gaspar, Palhoça, São José, Tijucas, Criciúma e Florianópolis

Redação ND
Florianópolis
05/06/2018 às 12H01
O valor de R$ 240 mil, entre dinheiro e cheques, apreendidos na residência de um dos investigado em São José - PF/Divulgação/ND
O valor de R$ 240 mil, entre dinheiro e cheques, foi apreendido na residência de um dos investigado em São José - PF/Divulgação/ND

Com o objetivo de combater o contrabando e comércio de cigarros ilegais na região da Grande Florianópolis, a Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (5), com apoio da Receita Federal, a operação Nicotiana. São cumpridos 25 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão preventiva nas cidades de Itapema, Gaspar, Palhoça, São José, Tijucas, Criciúma e Florianópolis. As ordens judiciais foram deferidas pela 1ª Vara Federal de Florianópolis.

A Justiça também concedeu o bloqueio de contas bancárias e o sequestro de um imóvel e de um veículo dos envolvidos no esquema de contrabando. Cerca de 100 policiais federais e 12 servidores da Receita Federal participam da operação.

A investigação durou pouco mais de um ano e constatou que os suspeitos eram responsáveis por armazenar e distribuir o cigarro contrabandeado para diversos pontos de venda da Grande Florianópolis. Ao longo da investigação aconteceram cinco prisões em flagrante, cerca de 5.400 pacotes de cigarro contrabandeado e o valor de R$ 240 mil, entre dinheiro e cheques, foram apreendidos.

No inquérito policial em andamento para apuração completa dos fatos, os investigados responderão pelos crimes de contrabando e de associação criminosa, cujas penas máximas somadas podem chegar a oito anos de prisão.

Galpão onde a mercadoria era mantida em Tijucas - PF/Divulgação/ND
Galpão onde a mercadoria era mantida em Tijucas - PF/Divulgação/ND



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade