Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Nuvem vulcânica traz confusão ao aeroporto de Florianópolis

Voos cancelados e expectativas frustradas para este fim de semana em Buenos Aires

Mônica Amanda Foltran
Florianópolis
Alexandro Albornoz/ND
Jaqueline planejou a viagem para Buenos Aires, mas ainda não sabe se irá

 

De malas prontas, mas com uma ponta de dúvidas, Jaqueline de Souza Tartari, 27, não sabe mais se vai conseguir embarcar para Buenos Aires nesta quinta-feira (9). Os sonhos com a viagem, programada há dois meses, estão sendo tomados pela frustração em saber que o avanço da nuvem de cinzas expelida pelo vulcão chileno Puyehue, que entrou em erupção no sábado e avança pelo estado catarinense, interfere nos voos para a região.

Confusão também no aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, onde só nesta terça-feira, por conta do mau tempo pelo menos seis voos foram cancelados, sendo três deles para Buenos Aires. Segundo a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) alguns voos previstos para Chapecó e Porto Alegre chegaram até o destino, mas tiveram que retornar por falta de condições de pouso.

“Nem sei o que vamos fazer, na empresa aérea informaram que só poderão remarcar as passagens depois do dia 13”, conta Jaqueline que junto com mais 10 amigos marcaram a viagem para Buenos Aires,  para o próximo fim de semana. “Estamos de malas prontas.Três casais chegaram a pegar férias, é complicado remarcar”, avalia ela. “A esperança é que o vento mude”, completa.

Por conta do dia dos Namorados, no próximo dia 12, muitas agências fizeram promoções de pacotes de viagem para Buenos Aires, um dos destinos preferidos dos casais. Segundo Jaqueline, seus amigos aproveitaram as promoções e compraram pacotes completos por R$ 2600, por pessoa. “Eu não consegui nenhuma promoção, comprei as passagens e reservei o hotel, sendo mais difícil para remarcar”, observa.

Agências de viagem avaliam caso a caso

O dia foi de correria e muitas ligações nas principais agências de viagem da Capital. De acordo com a gerente da CVC em Florianópolis, Silvana Schoefer, hotéis em Buenos Aires estão com lotação máxima para este fim de semana. “É o destino preferido dos casais”, observa. “A empresa está avaliando como vamos proceder, cada caso é um caso”, esclarece.

Segundo a gerente, os clientes que não puderam viajar nesta terça-feira estão tendo suas passagens remarcadas. A esperança, conforme Silvana, é que o tempo melhore e a fumaça vulcânica se afaste. “Apesar de não termos responsabilidade por ser um fenômeno extra, que não ocorre aqui, não vamos prejudicar nossos clientes”, ressalta.

De acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) mesmo nesta condição de fenômenos climáticos continua valendo a resolução 141 que prevê as obrigações e direitos de passageiros e companhias aéreas. Leia mais informações  no box.

Nuvem deve prevalecer até sexta-feira

A nuvem vulcânica que se formou das cinzas expelidas do vulcão  no Chile, no último sábado, estão sobre  Santa Catarina principalmente sobre a região de Chapecó, e deve predominar até a próxima sexta-feira. De acordo com o meteorologista Ronaldo Coutinho, a nuvem atrapalha exclusivamente o transporte aéreo, não trazendo demais danos, já que está posicionada a uma altitude de 10 a 12 mil metros. Com uma velocidade entre 100 a 200 quilômetros por hora, a nuvem vulcânica, que acompanha um jato de vento polar, deve sair do estado entre sábado e domingo.  

“A partir de sábado, ela deve seguir para o Rio Grande do Sul e fixar sobre Argentina, Uruguai e Chile”, observa Coutinho. “A nuvem veio junto com os jatos de ventos que ficam ondulando na atmosfera. É uma situação atípica, já que estamos sob a influencia de um jato polar que não é comum aqui”, explica o meteorologista. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade