Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

'Nós temos um dia, Vossas Excelências têm todos os outros', diz ministra Cármen Lúcia

Presidente do STF rebateu elogio feito pelo ministro Luís Roberto Barroso no Dia Internacional da Mulher

Folha de São Paulo
Brasília (DF)
08/03/2017 às 23H13
Cármen Lúcia - Agência Brasil/Divulgação/ND
Ministra Cármen Lúcia falou sobre o princípio da igualdade entre os sexos durante sessão plenária - Agência Brasil/Divulgação/ND


LETÍCIA CASADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - "Nós [mulheres] temos um dia, Vossa Excelências têm todos os outros. Olha o princípio da igualdade." Com esta frase, a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), rebateu nesta quarta (8) o elogio feito pelo seu colega na corte, o ministro Luís Roberto Barroso.

Durante a sessão plenária do STF, o ministro parabenizou as colegas Cármen Lúcia e Rosa Weber pelo Dia Internacional da Mulher. A presidente do tribunal respondeu falando sobre o princípio da igualdade entre os sexos.

Barroso disse então que as ministras simbolizam exemplo para a sociedade. Cármen Lúcia agradeceu a lembrança feita pelo colega e estendeu os elogios às secretárias e advogadas que estavam presentes na sessão.

Nesta quarta, o presidente Michel Temer (PMDB) fez um discurso sobre o Dia Internacional da Mulher que gerou polêmica. Ele afirmou que tem "convicção do quanto a mulher faz pela casa" e da importância da figura feminina para a formação dos filhos que, segundo ele, é "seguramente" de responsabilidade da mãe.

>> 'Tenho convicção do que a mulher faz pela casa', diz Temer no Dia Internacional da Mulher

"Tenho absoluta convicção, até por formação familiar e por estar ao lado da Marcela [Temer], do quanto a mulher faz pela casa, pelo lar. Do que faz pelos filhos. E, se a sociedade de alguma maneira vai bem e os filhos crescem, é porque tiveram uma adequada formação em suas casas e, seguramente, isso quem faz não é o homem, é a mulher", declarou o presidente em seu discurso de pouco mais de dez minutos no Palácio do Planalto.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade