Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

No último dia de trabalho, funcionário do Twitter derruba a conta de Trump

A conta ficou desativada por 11 minutos; Twitter diz que esta investigando o problema

Folha de São Paulo
São Paulo
04/11/2017 às 14H52

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em seu último dia de trabalho, um funcionário do Twitter derrubou a página do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na rede social. A conta @realdonaldtrump foi reativada pela empresa após 11 minutos. O caso aconteceu na noite de quinta-feira (2) e foi inicialmente reportado como um "erro" do funcionário.

O Twitter informou que está investigando o problema e adotando medidas para que não aconteça novamente. "Por meio de nossa investigação descobrimos que isso foi feito por um funcionário de atendimento ao cliente em seu último dia no trabalho. Estamos conduzindo uma completa revisão interna", disse a empresa. Trump minimizou o episódio, dizendo que foi devido ao impacto que ele está causando na rede social. Os tuítes do presidente, que tem 41 milhões de seguidores em sua conta oficial, são fonte frequente de controvérsia.

"Minha conta do Twitter foi derrubada por 11 minutos por um funcionário desonesto. Imagino que minha palavra esteja finalmente saindo e tendo um impacto", afirmou o presidente americano no Twitter nesta sexta-feira (3). Na noite de quinta, quem tentasse acessar a conta de Trump encontrava a mensagem: "Sinto muito, essa página não existe!".

A rede social logo se encheu de tuítes parabenizando o funcionário do Twitter responsável pela ação. "Nem todos os heróis usam capa", tuitou @kumailn. "Felicidades ao funcionário de atendimento ao cliento do @twitter que desativou o conta de Trump em seu último dia no trabalho. O senhor é meu herói", escreveu @ALT_uscis. "Quem quer que tenha desativado a conta do Twitter de Donald Trump não deveria ser despedido. Deveria ser promovido", afirmou o usuário @yorker129_7. A conta oficial do presidente, @POTUS, não foi afetada. Essa conta tem 20,9 milhões de seguidores e pertence à Casa Branca. O antecessor de Trump, Barack Obama, também utilizou essa página para falar com o público.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade