Publicidade
Sábado, 18 de Novembro de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 21º C

ND apresenta a história do jornal “O Estado”, ícone do jornalismo catarinense

No dia em que a publicação completaria cem anos, o ND e o Grupo RIC apresentam um especial multimídia que relembra essa parte da história da imprensa catarinense

Saraga Schiestl
Florianópolis

O jornal “O Estado” completaria 100 anos neste dia 13 de maio de 2015. Para marcar a data o Notícias do Dia e o Grupo RIC produziram um especial multimídia e uma edição comemorativa impressa, com 80 páginas, no formato standard, que está encartada na edição do Notícias do Dia desta quarta-feira (13). Um evento na Assembleia Legislativa, às 10h de terça, presta homenagem àqueles que fazem parte da história da imprensa do Estado.

Bruno Ropelato/ND
A edição comemorativa foi impressa em formato standart e está encartada na edição do ND desta quarta-feira (13)

 

O especial “100 anos de O Estado” conta a história do antigo jornal por meio de entrevistas com seus ex-diretores, jornalistas, colaboradores e articulistas. E faz uma síntese das grandes coberturas e de episódios pitorescos e engraçados que marcaram a trajetória centenária. Fundado em 1915, o veículo é considerado a grande escola de jornalismo em Santa Catarina, porque o primeiro curso para a formação de profissionais da área surgiu apenas em 1979 na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

O encarte, que está disponível em PDF, aborda temas como a influência política de “O Estado” durante boa parte de sua existência, o papel que exerceu na integração estadual, as transformações tecnológicas que experimentou e os principais jornalistas que passaram pelos seus quadros até o encerramento das atividades, em 2009. Além do diretor presidente na fase mais importante, empresário José Matusalém Comelli, o suplemento traz entrevistas com jornalistas como Marcílio Medeiros Filho, Luiz Henrique Tancredo, Laudelino José Sardá, Sérgio e Paulo da Costa Ramos – estes, filhos do ex-diretor Rubens de Arruda Ramos, que esteve à frente do periódico no final dos anos 50 e início dos anos 60.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade