Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

“Nada a perder”, filme sobre Edir Macedo, ganha sessão especial em São José

Autoridades e convidados assistiram à cinebiografia que estreou na última quinta-feira em todo o país

Da Redação/ND
Florianópolis
30/03/2018 às 20H10

“Nada a perder” estreou esta semana nos cinemas de todo o Brasil, em mais de 1300 salas, e trata da história de um dos maiores líderes religiosos do país, o bispo Edir Macedo. O filme foi exibido em uma sessão especial para convidados, na última quinta-feira, na sala VIP do Cinépolis, no Continente Shopping, em São José.

Na sala em São José, público assistiu em primeira mão ao filme que refaz a trajetória de Edir Macedo - Marco Santiago/ND
Na sala em São José, público assistiu em primeira mão ao filme que refaz a trajetória de Edir Macedo - Marco Santiago/ND



Em dez dias de pré-venda, o longa teve dois milhões de ingressos vendidos. Quem vive Edir na trama é o ator Petrônio Gotijo, retratando a história de luta e fé do fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.

A produção, que foi totalmente independente, somou R$ 40 milhões de investimento, sendo a história dividida em dois longas-metragens adaptados da trilogia de livros autobiográficos do bispo. O bispo Sergio Motta esteve na sessão de estreia, e se impressionou com o longa.

“O filme relata a vida do bispo como foi de fato, com superações, lutas, perseguições. Mostrou como Deus é com as pessoas, que ninguém pode resistir”, disse. Marcus Farias, bispo estadual de Santa Catarina, afirmou que foi possível ver a verdadeira história de “homem, pai, filho, empresário e grande líder” que Edir Macedo se tornou.

Autoridades do município e do Estado também marcaram presença na estreia. “É um filme muito bem feito, mas mais que isso é uma história de superação que ele constrói a partir da fé, do trabalho e da perseverança”, pontuou o deputado estadual Gelson Merísio.

“É importante que você vê a fé e ele [Edir] usando de toda a perseguição que teve e conseguindo se manter calmo, sereno, para levar a fé às pessoas aflitas e necessitadas”, comentou Albertino Zamarco, diretor administrativo e financeiro do grupo RIC.

Cartaz em salas na América Latina

O longa-metragem dirigido por Alexandre Avancini repassa os episódios mais marcantes da vida de Edir Macedo. São narrados desde sua juventude e a construção de sua família, até a fundação da Igreja Universal do Reino de Deus e os bastidores da compra da Record - além dos 11 dias em que ficou preso, em 1992.

O conteúdo é baseado na trilogia biográfica "Nada a Perder", de Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da Record.
Legendado em inglês, francês e espanhol, o filme entrou em cartaz em salas de cinema em toda a América Latina, além da África do Sul, Angola e Moçambique, onde será exibido em grandes centros de convenções para mais de meio milhão de pessoas.

Nos Estados Unidos e no México, a data prevista de lançamento é 10 de maio. A produção também já tem confirmadas 420 exibições itinerantes em 300 presídios e unidades de recuperação de menores infratores, além de projeções a céu aberto em municípios e vilarejos que não têm salas de cinema.
Artista que vive Edir Macedo no filme "Nada a Perder", Petrônio Gontijo conta que teve um árduo trabalho para encarar o personagem. Segundo ele, foram quatro meses de estudos. "A preparação foi intensa. Um desafio enorme. Sempre é necessário estudo e, neste caso, isso se intensificou. Andava com livros sobre ele dentro da mochila e tentei assistir a tudo o que podia."

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade