Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Na reestreia do horário eleitoral, Gean agradece votação e Angela parte para o ataque

Candidatos à prefeitura de Florianópolis se enfrentaram na Justiça nesta terça-feira

Daiana Constantino
Florianópolis
11/10/2016 às 21H54

Os candidatos que disputam o segundo turno em Florianópolis – Angela Amin (PP) e Gean Loureiro (PMDB) – estrearam nesta terça-feira (11) com seus programas políticos no horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. Cada um tem dez minutos para exibição nos veículos, até o dia 28. A eleição está marcada para o dia 30.

De forma breve no programa de TV, a candidata Angela agradeceu os 60.959 (24,57%) votos recebidos no primeiro turno e engatou a apresentação de propostas. “Agradeço muito os votos e o apoio que recebi no primeiro turno. Mas hoje começa a fase que realmente vai decidir o futuro da nossa cidade", disse.

Angela Amin e Gean Loureiro entregaram material de campanha a motoristas da Capital - Marcus Quint/Bruno Oliveira/Divulgação/ND
Angela Amin e Gean Loureiro durante campanha - Marcus Quint/Bruno Oliveira/Divulgação/ND

Em seguida, a pepista falou sobre o projeto Capital Criança, que implantou nos tempos em que assumiu a Prefeitura da Capital, e auxiliava famílias carentes. Também convidou o vereador reeleito Pedrão (PP) – mais votado – para discutir ideias para melhorar os índices do saneamento básico na cidade.

Repetindo as palavras “transparência” e “verdade”, a produção de Angela encerrou o programa não poupando críticas ao candidato Gean. Acusou o peemedebista de se intitular responsável por obras da cidade que não levam seu nome.

Ao mesmo tempo, a coligação também saiu em defesa de Angela sobre a decisão que suspendeu os direitos políticos da candidata – mas que acabou sendo revista em nova determinação do STJ (Supremo Tribunal de Justiça), na tarde dessa terça-feira.

Já o candidato Gean investiu os dez minutos do programa na TV para mostrar o percurso que fez por vários cantos da cidade para agradecer o eleitorado pelos 100.214 (40,39%) recebidos no primeiro turno. Além disso, conversou com eleitores sobre compromissos de campanha. “No meu governo em que toda a população vai participar, nós vamos abrir as portas da UPA (unidade de pronto-atendimento) do Continente”, disse o peemedebista para um cidadão.

Na Justiça

A coligação de Angela acusou Gean, enquanto secretário da prefeitura de Florianópolis na gestão de Dario Berger, de ter gasto quase R$ 4 milhões em uma árvore de Natal. Recurso que, segundo os pepistas, deveria ser usado para construir o elevado Rita Maria e obras de drenagem e pavimentação em Ratones e Vargem Pequena. Com recurso na Justiça Eleitoral, o peemedebista conseguiu que a propaganda fosse retirada do ar.  

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade