Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Mulher que teria ateado fogo no marido por ciúmes apresenta outra versão

Fernanda disse que fez isso num momento de raiva porque ele olhava muito para a filha dela de dois anos com intenção de molestá-la

Colombo de Souza
Florianópolis

A dona de casa Fernanda Silva, 34 anos, que teria ateado fogo ao amante Alexssandro Coelho, 35, quarta-feira, porque ele teria voltado para a família, esteve na manhã de sexta-feira na 3ª DP, Capital,  e apresentou outra versão: disse que Coelho olhava para a filha dela de dois anos com intenção de molestá-la.

No depoimento ao delegado Pedro Fernando, ela contou que ao flagar o amante olhando para a menina discutiu com ele e num momento de raiva jogou álcool e depois riscou um fósforo, incendiando o corpo de Coelho. Ela acrescentou que fugiu porque ficou com medo de represálias de parente dele.  

Entretanto, o cunhado  sustenta a versão de que ela ficou com ciúmes de perdê-lo e ainda disse que Fernanda telefonou dizendo que o “serviço ainda não estava completo”.

A tentativa de homicídio ocorreu por volta das 22h30 na casa de Fernanda, Vila Aparecida, na Capital. Coelho mora no bairro Monte Cristo, no Continente, próximo da localidade onde reside Fernanda.

Ele foi socorrido por vizinhos e levado ao Hospital Florianópolis, por ser mais próximo.

Com queimaduras de primeiro e segundo graus, a vítima passou a noite aguardando vaga na Unidade de Tratamento Intensivo, mas como não conseguiu foi removida para o Hospital Universitário, onde permanece internada.

 Nos próximos dias, o delegado vai ouvir os vizinhos de Fernanda, Coelho e os parentes dele, para confrontar os depoimentos.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade