Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Mulher de 29 anos é assassinada pelo ex-namorado em frente à própria mãe, em Blumenau

Após meses de agressões, o homem teria invadido a casa dela nesta quarta-feira e atirado no rosto da mulher

Redação ND
Florianópolis
26/07/2018 às 20H15

Bianca Mayara Wachholz, 29 anos, foi assassinada no início da tarde desta quarta-feira (25), em Blumenau. O crime ocorreu na frente da mãe da vítima, que ficou em estado de choque. Segundo a idosa, o autor do crime é o ex-namorado da filha, Everton Balbinot de Souza, de 31 anos. Este é o terceiro feminicídio do ano no município.

Bianca e Everton haviam terminado o relacionamento há 15 dias - Reprodução/RICTV
Bianca e Everton haviam terminado o relacionamento há 15 dias - Reprodução/RICTV


Segundo testemunhas, Bianca e o Everton estavam juntos há cerca de um ano e haviam se separado há 15 dias. Ele não teria aceitado a separação e, na véspera do crime, teria ido à casa da designer e feito uma ameaça. De acordo com a polícia, uma das testemunhas – o pai do suspeito – informou que o filho confessou o crime. Os policiais fizeram buscas pela região, mas não localizaram o ex-namorado até a tarde desta quinta.

Por volta do meio dia de quarta, o suspeito chegou a almoçar na casa do pai, que relatou que o filho estava transtornado. Everton seguiu para a casa de Bianca, localizada no bairro Itoupava Central, e pulou o muro. No local, a vítima tentou fugir e correu para o banheiro. Após abrir a porta do cômodo, ele atirou no rosto da mulher.

A polícia foi informada por conhecidos que Bianca relatou que era agredida desde o começo da relação, mas tinha medo de denunciar devido às ameaças de morte do parceiro. As amigas insistiam para que ela fizesse o boletim de ocorrência, o que não chegou a acontecer.

A designer estava começando a ganhar reconhecimento pelo trabalho artístico. Ela chegou a fazer uma pintura da artista mexicana Frida Kahlo em um muro localizado nas proximidades da Via Expressa do município. Nos últimos meses, Bianca começou a participar do movimento feminista e, na última semana, comentou com uma amiga que estava criando coragem para denunciar o agressor.

Inconformados com a brutalidade, amigos e familiares farão uma vigília nesta sexta-feira (27), às 20h, na praça em frente à obra de arte feita por Bianca.

Com informações da RICTV Record SC. 

Publicidade

3 Comentários

Publicidade
Publicidade