Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Mudança nas cores do transporte coletivo causa confusão em usuários de ônibus de Florianópolis

Até o fim do próximo ano, os 517 ônibus serão padronizados nas cores azul e branco. Para especialista Paulo Sérgio Custódio, o ideal é usar mais de uma cor para diferenciações

Felipe Alves
Florianópolis
Flávio Tin/ND
Bruno Lopes pegou o ônibus da linha Volta ao Morro duas vezes por engano

 

Dos 517 ônibus do Sistema Integrado de Mobilidade, que será gerenciado pelo Consórcio Fênix a partir de 1º de novembro, 90 já foram pintados de azul e branco, cores que serão padronizadas em todos os veículos. A unificação de cores, que até então eram diferentes para cada uma das cinco empresas do transporte coletivo de Florianópolis, tem causado confusão aos usuários. O assistente administrativo Bruno Lopes, 31 anos, pegou duas vezes o ônibus Volta ao Morro pensando que era a linha Itacorubi. “Como os ônibus têm horários parecidos e eu estava na correria, acabei pegando o Volta ao Morro e cheguei atrasado ao trabalho”, explica Lopes, que faz o trajeto Itacorubi-Centro diariamente.
Bruna Souza, 27, se confundiu ao tentar entrar no Volta ao Morro tanto pela cor diferente do ônibus quanto pela mudança de embarque nas plataformas do Ticen. “Quando vi, eu estava dentro do Agronômica. A gente se atrapalha até acostumar”, diz.
Segundo o presidente do Setuf (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis), Waldir Gomes, cada empresa é responsável pela pintura de seus ônibus e são feitas duas pinturas por semana. “As pessoas terão que mudar seus hábitos, pois estavam muito acostumadas às cores dos ônibus antes mesmo de olhar o itinerário. Se olhar o itinerário, não terá erro”, afirma.
Gomes diz que a partir de 1º de novembro, quando o Consórcio Fênix (formado pelas empresas Transol, Estrela, Emflotur, Insular e Canasvieiras) assumir a gestão do transporte público, a empresa tem até um ano e meio para padronizar os ônibus. Quando o SAO (Sistema de Apoio à Operação), que será uma central de monitoramento do sistema, estiver operando, em novembro de 2015, os pontos de ônibus com maior fluxo de passageiros terão informações do trajeto em tempo real com monitoramento de localização por GPS.

Flávio Tin/ND
Toda a frota será pintada de azul e branco até outubro de 2015 

 

Especialista diz que ideal é utilizar cores distintas

A cor dos ônibus, que tem causado confusão com os usuários, tem motivo: se antes era possível reconhecer as linhas pelo verde ou azul claro, por exemplo, agora a diferenciação só pode ser feita ao olhar o painel informativo na parte frontal dos ônibus. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Florianópolis, a decisão em pintar os ônibus de azul e branco foi da prefeitura, utilizando essas cores por serem as que representam o município.
Para Paulo Sérgio Custódio, consultor mundial em transporte coletivo, o ideal é utilizar cores distintas para diferenciar as especificidades das linhas. “Existe uma tendência em algumas cidades de os governos quererem afirmar sua imagem, que as pessoas vejam nos ônibus a administração do município. Mas o objetivo maior é o usuário e a identidade visual é muito importante, principalmente porque muitas pessoas têm dificuldade de ler. Dividir os ônibus por zonas e cores pode ajudar muito”, explica.
Em Curitiba, por exemplo, há cores específicas para cada tipo de ônibus. Os articulados e biarticulados que trafegam por corredores exclusivos são vermelhos; os “ligeirões”, que rodam com biocombustível e param em determinados locais, são azuis; os que fazem linhas diretas são cinzas; os que ligam o centro a outros bairros são amarelos; os “alimentadores”, que atendem os terminais de ônibus, são laranjas; e os interbairros, que ligam bairros sem passar pelo centro, são verdes. Em Seul, na Coreia do Sul, a sétima maior cidade do mundo, com mais de 10 milhões de habitantes, para facilitar a identificação dos ônibus pelos usuários, as 400 linhas foram divididas em quatro grupos, identificadas por cores.

Mudança na frota

Além da pintura, a frota de ônibus de Florianópolis também passa por mudanças. Até novembro devem entrar em circulação 60 novos veículos, pintados de azul e branco. A renovação dos 517 ônibus atende ao edital, que garante que a frota deve ter no máximo seis anos de uso. O processo de renovação será feito em três etapas: 172 ônibus até 30 de outubro; outros 172 até 30 de abril de 2015; e na última etapa está prevista a renovação de 171 ônibus até 30 de outubro do próximo ano.

Os ônibus das linhas do transporte executivo em Florianópolis continuarão com a cor amarela, e terão somente os logotipos modificados. Até novembro, todos os trabalhadores do transporte coletivo terão uniforme padronizado.

Prazos

- Os ônibus deverão ser padronizados de forma gradual até outubro de 2015. Todos serão pintados de azul e branco e terão a média de, no máximo, seis anos de uso.
30/10/2014: 172 novos ônibus
30/04/2015: 172 novos ônibus
30/10/2015: 171 novos ônibus

- 30 de outubro de 2015: prazo final para a total implantação do novo sistema de transporte coletivo e a conclusão do SAO (Sistema de Apoio à Operação).

- Nas linhas de longos trajetos serão obrigatórios aparelhos de ar-condicionado e, nas demais linhas, haverá climatizadores. Os ônibus também terão GPS para o controle em tempo real dos usuários e dos operadores.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade