Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Motorista do Audi que atropelou três em Jurerê é denunciado por homicídio qualificado

O motorista do segundo atropelamento das vítimas também foi denunciado. Cabe à Justiça, agora, decidir se aceita os requerimentos do promotor

Redação ND
Florianópolis
04/05/2018 às 11H28

O Ministério Público de Santa Catarina denunciou nesta quinta-feira (3) Sérgio Orlando Sirotsky, de 21 anos , motorista do Audi A3 que atropelou três pessoas em Jurerê, em agosto do ano passado, por homicídio duplamente qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro.

Um dos veículos envolvidos no acidente foi abandonado cerca de 3km após o local do atropelamento - Marco Santiago/ND
Um dos veículos envolvidos no acidente foi abandonado cerca de 3km após o local do atropelamento - Marco Santiago/ND



A denúncia, que é assinada pelo promotor Andrey Cunha Amorim, diz que Sirotsky assumiu o risco de provocar lesões ou morte de outrem ao conduzir o veículo em alta velocidade e com a capacidade psicomotora reduzida após a ingestão de bebidas alcoólicas e outras substâncias psicoativas.

O documento lembra ainda que o Audi fez uma ultrapassagem brusca pelo lado direito de um ônibus, momento que atropelou três pessoas que caminhavam no acostamento da SC-402. Uma das vítimas, Sérgio Teixeira da Luz, não resistiu aos ferimentos e morreu cinco dias depois no hospital.

O MP-SC também denuncia Eduardo dos Santos Rios, 26, motorista de um Ssangyong Korando, que se envolveu em um segundo atropelamento de Sérgio Teixeira da Luz e uma outra pessoa que fazia sinalização no local do acidente. Eduardo é denunciado por dupla tentativa de homicídio e omissão de socorro.

Por fim, o promotor Andrey diz que os denunciados praticaram crimes graves e pede a aplicação de medidas cauteladres.  Agora, ficará a cargo da Justiça decidir se acolhe ou não a denúncia do promotor.

O advogado Nilton Macedo Machado, que defende Sérgio Orlando Sirotsky, foi procurado na manhã desta sexta-feira, mas não retornou a ligação até a publicação desta matéria.  O advogado Lucas Stofela, que representa Eduardo dos Santos Rios, informou que ainda não teve ciência da denúncia, já que o documento ainda não foi anexado ao processo.

Publicidade

6 Comentários

Publicidade
Publicidade