Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Motociclista morre ao colidir com cavalo em São José e comunidade organiza manifestação

Lideranças estão concentradas em frente à Secretaria do Meio Ambiente

Brunela Maria
São José
03/04/2017 às 15H53

Uma manifestação promovida por moradores do loteamento Jardim Botânico e do bairro Potecas, em São José, na Grande Florianópolis, vai fechar a rua Acelino Pereira, às 17h desta segunda-feira (03). O protesto acontece no mesmo local onde foi registrada durante a madrugada um acidente envolvendo um motociclista. A vítima morreu depois de colidir com um cavalo que estava solto na pista.

Quatro animais foram recolhidos hoje e levados para o pátio da secretaria - Divulgação/ND
Quatro animais foram recolhidos hoje e levados para o pátio da secretaria - Divulgação/ND


Desde o começo da manhã, moradores que já vinham reclamando da presença dos animais na região estão concentrados em frente à Secretaria do Meio Ambiente. Segundo o  presidente da Associação dos Moradores do Loteamento Jardim Botânico, Fábio Augusto de Oliveira, o município mantinha um convênio para o recolhimento desses animais. “Há quatro cavalos recolhidos, um deles acreditamos ser o do acidente. Ele está muito ferido, sangrando. Até agora nenhum veterinário apareceu para dar o suporte. Infelizmente uma vida foi perdida, mas queremos uma solução para esse problema. Buscamos respostas quanto ao convênio entre a prefeitura e Sindicato Rural”, explicou.

O convênio com o Sindicato Rural teria vencido na última sexta-feira (31). A empresa terceirizada, contratada pelo sindicato, teria informado que não pretende continuar prestando o serviço. Uma nova empresa está sendo avaliada. O Sindicato não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. A Superintendente da Fundação do Meio Ambiente, Fernanda Vieira, confirmou o vencimento do contrato, mas reforçou que um documento emergencial deu continuidade aos trabalhos de recolhimento, sem deixar a população desguarnecida.

Animais foram recolhidos depois do acidente no bairro Potecas - Divulgação/ND
Animais foram recolhidos depois do acidente no bairro Potecas - Divulgação/ND



“O Termo de Fomento não foi assinado ainda porque aguardamos as tratativas das documentações. A população não ficou sem atendimento nesse período, porque temos o contrato emergencial com o sindicato”, comenta. Além disso, o contrato do veterinário, responsável pela realização dos exames pós-recolhimento, também venceu. Por ser alvo de ameaças, o profissional estaria com medo de continuar a realizar os trabalhos. “Ele recebeu ligações ameaçando de morte. Orientamos a registrar um boletim de ocorrência”, diz. Como a concentração do grupo ocorre em frente à secretaria, a Guarda Municipal foi acionada para auxiliar e monitorar a manifestação.

Publicidade

5 Comentários

Publicidade
Publicidade