Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Demarcação do Morro dos Cavalos é motivo de protesto na Capital

Três comunidades querem anular a definição feita pela Funai em 1994

Diego Souza
Florianópolis

Representantes de pescadores e pequenos proprietários de Enseada do Brito, Massiambu Pequeno e praia de Araçatuba, em Palhoça, fizeram um protesto durante a manhã desta terça-feira (12) em frente à Assembleia Legislativa do estado de Santa Catarina, em Florianópolis. O grupo quer anular a demarcação dessas regiões feita pela Fundação Nacional do Índio (Funai) para os índios guarani no Morro dos Cavalos.

Durante a sessão marcada para as 14h desta terça-feira, um representante da comunidade deve defender a posição dos moradores no congresso. “Seremos notificados em breve, por isso estamos correndo contra o tempo para rever esta decisão”, afirma Paulo Mota, morador da região de Araçatuba.

Segundo a comissão de moradores das comunidades atingidas, os índios guarani da etnia mbyá do morro dos Cavalos são oriundos do Paraguai e foram trazidos pela Funai em 1994, para viabilizar a demarcação. Para Mota, é importante que ambos os lados sejam ouvidos. “Queremos que seja feita uma audiência pública para que todos os envolvidos sejam escutados e levados em consideração”, exclama Paulo.

Saiba Mais:

Demarcação de aldeia reacende conflito no morro dos Cavalos, em Palhoça

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade