Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Missa em memória ao estudante morto em casa noturna será realizada em Florianópolis

O jovem era estudante da Universidade Federal de Santa Catarina

Redação ND
Florianópolis
Arquivo pessoal/Divulgação
Diogo Cuiabano de Medeiros, natural do Rio de Janeiro, morava em Florianópolis 

 

A Pastoral Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina realizará uma missa em memória ao estudante Diogo Cuiabano de Medeiros, de 26 anos, morto na madrugada de sábado (28) na Fields em Florianópolis.

A missa será realizada no Templo Ecumênico da Universidade, na quarta-feira (1), às 12h15. Uma homenagem será prestada ao jovem que era estudante do curso de engenharia eletrônica na instituição. Natural do Rio de Janeiro, Diogo será enterrado nesta segunda-feira na cidade natal.

O crime aconteceu por volta de 5h de sábado, dentro do banheiro da Fields, no Centro da Capital. Segundo Cláudio Gastão da Rosa Filho, advogado da boate, um faxineiro presenciou o crime e contou que um esbarrão proposital de Leonardo em Diogo, na porta do banheiro, deu início a confusão.  Segundo o relato da testemunha, Diogo, que estudava engenharia na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), chegou a pedir desculpas a Leonardo. Mesmo assim, o acusado quebrou um copo na parede e com um pedaço de vidro atingiu o pescoço do universitário.

Sobre o acusado ter utilizado pedaços de um copo de vidro para matar Diogo, o advogado Gastão da Rosa Filho ponderou que Leonardo poderia usar qualquer outro objeto para cometer o crime. “Com a disposição que ele estava para confusão, até uma caneta Bic seria uma arma na mão dele”. A Fields está prestando assistência jurídica à família da vítima. “Cuidarei do caso até o fim”, concluiu Gastão da Rosa Filho.

O delegado Ênio Mattos, da divisão de Homicídios e responsável pela investigação, adiantou ao ND que a princípio Leonardo será indiciado por homicídio duplamente qualificado, pois impossibilitou a defesa da vítima e agiu por motivo fútil.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade