Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Ministério do Turismo anuncia R$ 300 milhões a prefeitos e empresários catarinenses

Prodetur+Turismo investirá R$ 5 bilhões na sua primeira etapa para fortalecer setor turístico; medida é vista como alternativa para fortalecer economias locais

Fábio Bispo
Florianópolis
12/06/2018 às 22H04

Defensor de que a mudança da realidade econômica brasileira também passa pelo setor turístico, o Ministério do Turismo está destinando R$ 5 bilhões para consultoria especializada de projetos a governos, prefeituras e empresários interessados em investir no setor. Santa Catarina foi o segundo estado a receber a missão técnica do Ministério para aderir ao programa.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (12), pelo ministro Vinicius Lummertz,na abertura Congresso dos Prefeitos, que é reúne mais de 200 prefeitos de todas as regiões de Santa Catarina para discutir áreas estratégias das administrações locais. Nesta quarta (13) o Congresso apresenta o painel dos presidenciáveis, com a participação de oito pré-candidatos à Presidência da República. Ao todo, são mais de 100 conferencistas e cases na programação em 4 dias de evento.

Lummertz falou durante a abertura do evento realizado em Florianópolis - Diego Redel/Divulgação/ND
Lummertz falou durante a abertura do evento realizado em Florianópolis - Diego Redel/Divulgação/ND


Santa Catarina é o segundo estado a receber a missão técnica do programa Prodetur+Turismo. Diferente da primeira versão do Prodetur, que oferecia financiamentos através do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e somente para estados do Nordeste, agora, além de estar aberto para todo o território nacional, o programa também oferece linhas de créditos à iniciativa privada através do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Social). O primeiro termo de assinatura de adesão ao programa também ocorreu durante o Congresso dos Prefeitos, que vai destinar crédito a empreendimento hoteleiro em Balneário Camboriú.

“Vários municípios de Santa Catarina têm essa condição de fazer um esforço e voltar a cidade para melhores características turísticas. Eu entendo que Santa Catarina tem o maior potencial de todos os estados brasileiros para fazer essa captação, e essa é a nossa expectativa”, disse o ministro, que também é catarinense.

Governo aponta saídas para a crise

E se por um lado os governos do Estado e União têm usado a criatividade para conseguir equilibrar os repasses aos municípios, o anúncio do Prodetur+Turismo para Santa Catarina animou prefeitos. A expectativa do Ministério é de que o volume de solicitações de recursos aumente até o encerramento do Congresso, na próxima quinta-feira (14).

Na avaliação do ministro, o investimento em turismo é uma boa alternativa para municípios driblarem a crise nos meios de produção e recapitalizarem suas economias locais. Como exemplo, Lummertz citou a cidade de Gramado (RS), que ao investir no turismo acabou fortalecendo também outros setores da economia local, como indústria e comércio.

Itinerante é a peça que faltava: simplificamos o caminho até a liberação dos recursos, aproximando os dois lados, colocando-os frente a frente para se ajudar. “É a primeira vez que o ministério pensou nos dois lados e criou uma missão especializada para fazer o investimento mais ágil e menos burocrático. É uma integração de crédito, consultoria e investimento.”

“Eu vejo bons dias para o futuro catarinense em termos de uma nova infraestrutura de desenvolvimento do turismo e da infraestrutura privada para os negócios no Estado”, avaliou Lummertz.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade