Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Médicos realizam mutirão de atendimento na Semana Nacional da Voz em Florianópolis

Proposta é realizar 80 atendimentos por dia, entre 16 e 20 de abril, no hospital Governador Celso Ramos, para identificar alterações na voz e orientar a população sobre doenças

Redação ND
Florianópolis
13/04/2018 às 19H31

Com o objetivo de identificar alterações na voz e orientar a população sobre doenças como o câncer de laringe, médicos otorrinolaringologistas promovem em Florianópolis entre 16 e 20 de abril, atendimento gratuito no hospital Governador Celso Ramos. A atividade é organizada pela ACOT-CCF (Associação Catarinense de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial) e integra a Semana Nacional da Voz.

A meta é atender até 80 pacientes por dia das 8 às 17h, exceto na quarta-feira (18), quando as consultas serão realizadas das 13 às 17h. Não há necessidade de realizar agendamento, já que o mutirão será realizado por ordem de chegada.

De acordo com o presidente da ACOT-CCF, Fábio Duro Zanini, maus hábitos como falar alto, gritar, pigarrear, fumar, tossir, ingerir bebidas alcoólicas e beber líquidos muito gelados são alguns dos motivos que podem causar alterações vocais como rouquidão, calos e doenças mais sérias, como o câncer de laringe, que acomete 10 mil pessoas no Brasil na proporção de cinco homens para cada mulher por ano.

“Professores, atendentes de telemarketing, locutores e cantores são algumas das profissões que precisam estar mais atentas à voz. É preciso cuidados para que a ferramenta de trabalho não seja prejudicada”, explica o médico ao alertar que o cigarro é um grande vilão da voz.

O coordenador da campanha em Santa Catarina, o otorrinolaringologista Hormy Biavatti Soares, orienta que ao identificar rouquidão, pigarro, dor ou ardência na garganta e dificuldade para engolir por mais de duas semanas, o médico deve ser procurado. “O exame de boca e garganta é simples e ajuda no diagnóstico e na indicação do tratamento adequado, evitando dessa maneira que o problema se agrave”, comenta Hormy.

Cercado por edifícios, o hospital Celso Ramos não tem mais como ser ampliado e capacidade de energia e gás está  no limite - Daniel Queiroz/ND
A proposta é realizar 80 atendimentos por dia - Daniel Queiroz/ND



Udesc também conta com programação especial na Semana Nacional da Voz

O programa de extensão VivaVoz, do Ceart (Centro de Artes) da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), também promove a Semana da Voz entre os dias 16 e 20 de abril. O evento artístico-acadêmico é gratuito, aberto ao público, terá certificado de participação e será realizado nas dependências do DAC (Departamento de Artes Cênicas) e do DMU (Departamento de Música) da Udesc. Não é necessário realizar inscrição prévia para participar das atividades.

A programação inclui palestras, espetáculos e vivências em torno de assuntos relativos à diversidade da expressão vocal, ilustrando seus diversos campos — performance, técnicas, pedagogia, estudos teóricos, saúde, entre outros. O objetivo do evento é proporcionar para os estudantes e para a comunidade uma programação diversificada com profissionais ligados à voz que residem e desenvolvem trabalhos na cidade de Florianópolis, dentro e fora da Universidade.

Além de promover o aprofundamento de estudos na área da voz, a atividade também pretende criar uma rede de trocas entre os professores da Universidade e profissionais da comunidade, aumentando o acesso do público às diversas facetas deste tema. Dublagem, canto coral, canto lírico, vocalidade para a cena, canto popular, fisiologia vocal e fonoaudiologia estão entre os temas abordados. Também está programada uma mesa de discussão com o tema “Pedagogias Vocais”, um bate papo aberto ao público entre professores de voz sobre suas metodologias e experiências na área.

A Semana inclui ainda duas aulas-espetáculo. Imagens de Ópera, com a soprano Alicia Cupani, o pianista Eugênio Menegaz e direção cênica de Sulanger Bavaresco, e A Menina Boba, de Bárbara Biscaro, professora no DAC. A retirada de ingressos deve ser feita no local, 30 minutos antes do início da apresentação.

Confira as sinopses das aulas-espetáculos:

Imagens de Ópera, do grupo de teatro O Dromedário Loquaz.

Espetáculo de canto e piano com formato original, onde as árias se sucedem e se interligam, como que fazendo parte de um conto. É um passeio pela história da ópera, com linguajar acessível e atual. A ideia é que o público “mergulhe” no universo operístico, num espetáculo que alia música, cena, e informações precisas e simples sobre a arte lírica. No programa, peças de Mozart, Gounod, Strauss, Verdi, Puccini e outros. Imagens de Ópera recebeu o Prêmio Franklin Cascaes de Cultura e realizou turnê estadual pelo Sesc.

A Menina Boba

A obra poética A Menina Boba, de Oneyda Alvarenga (1911-1984), musicada por Claudio Santoro, e sua correspondência com o poeta Mário de Andrade foram a fonte de inspiração para a criação desta obra, que se baseia na musicalidade da voz e no movimento corporal para reconstruir memórias, entrelaçando fatos reais e ficcionais, brincando com o canto e a voz falada em um jogo poético da voz em cena.

O espetáculo existe desde 2010, contemplado pelo Edital Elisabete Anderle. Esta é uma nova versão, condensando agora não somente a dramaturgia da obra em si, mas também as experiências da atriz-pesquisadora durante os sete anos de pesquisa e viagens com o trabalho (Itália, Reino Unido, América Latina), elaborando uma reflexão sobre o ofício teatral, vocalidade, vida e arte entrelaçadas com a trajetória do espetáculo, adquirindo o formato de aula-espetáculo.

Serviço

O quê: Semana da Voz
Quando: De 16 a 20 de abril
Onde: Departamentos de Artes Cênicas (DAC) e Música (DMU) da Udesc Ceart, Av. Madre Benvenuta, 1907, Itacorubi, Florianópolis/SC
Quanto: Gratuito e aberto ao público

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade