Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Mapa da Transparência mostra onde estão as obras públicas do Estado

Grande Florianópolis tem o maior volume em números e em valores; governo alega que distribuição é feita sem privilégios

Altair Magagnin e Rogério Moreira Jr.
Florianópolis
07/04/2017 às 20H21

Santa Catarina tem hoje 612 obras sob responsabilidade do governo estadual. Destas, a maioria está em andamento: 467. Os números fazem parte de um levantamento realizado pelo ND no Mapa da Transparência, disponibilizado na recente renovação do Portal da Transparência do Poder Executivo. A Educação tem o maior número de obras listadas no site, mas é o Transporte Rodoviário que mais recebe dinheiro.

A Grande Florianópolis é a região com maior volume de serviços. A Capital lidera o ranking tanto por quantidade quanto por valores. O governador Raimundo Colombo (PSD) assegura que os critérios técnicos são levados em conta, sem privilegiar nenhuma região. “Nosso objetivo é contribuir com o desenvolvimento de Santa Catarina”, disse Colombo.

As informações são captadas nos sistemas de gestão usados pelo Estado, por meio de cruzamentos de dados do Sicop (Sistema Integrado de Controle de Obras Públicas) e do Sigef (Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal).

O Sicop controla todas as informações de planejamento, contratos e medições das obras. O Sigef tem as informações financeiras, com os estágios da execução das despesas no orçamento do Estado. Fiscais dos contratos e gestores financeiros são responsáveis pelas atualizações.

“É importante que os usuários dos sistemas tenham bastante atenção ao inserir as informações”, afirmou a Secretaria da Fazenda, sobre o resultado final disponibilizado ao cidadão.

Mapa da Transparência - -
Mapa da Transparência



Divisão na Grande Florianópolis

Mais caras em andamento

  • Restauração e reabilitação da ponte Hercílio Luz, em Florianópolis: R$ 387.474.571,33
  • Pavimentação do acesso ao aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis: R$ 104.106.338,30
  • Estudos e projetos: R$ 61.673.957,12

Mais antigas em andamento

  • 2008 - Elaboração de projetos para construção e reforma de prédios públicos: R$ 14.474.910,49
  • 2010 - Construção de unidades habitacionais em Biguaçu: R$ 564.090,28
  • 2011 - Construção do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças: R$ 5.921.539,59
  • 2011 - Manutenção das escolas estaduais: R$ 5.849.055,80

Mais antigas em andamento

  • 2006 - Obras rodoviárias SC-447 entroncamento SC-419 (Papanduva): R$ 38.897.568,22
  • 2008 - Elaboração de projetos para construção e reforma de prédios públicos (Florianópolis): R$ 14.474.910,49
  • 2008 - Reforma da Penitenciária do Vale do Itajaí (Itajaí): R$ 14.235.507,21
  • 2009 - Construção de unidades habitacionais (Água Doce): R$ 524.646,78
  • 2009 - Construção do Aeroporto Regional Sul (Jaguaruna): R$ 11.419.618,40

Mais caras em andamento

  • Restauração e reabilitação da ponte Hercílio Luz (Florianópolis): R$ 387.474.571,33
  • Pavimentação SC-477 (Volta Grande - Doutor Pedrinho / Moema - Volta Triste): R$ 213.601.990,33
  • Ampliação da capacidade da rodovia SC-486 trecho Antônio Heil (BR-101 - Brusque): R$ 159.318.495,24
  • Implantação e pavimentação SC-108 (Acesso Norte de Blumenau): R$ 141.136.811,27
  • Implantação trechos: Via Rápida Criciúma BR-101 / Acesso Secundário Criciúma / Acesso a Passo de Torres (Criciúma): R$ 118.235.829,87

Maiores valores em contratos paralisados

  • Restauração SC-135 (trecho Tangará - Campos Novos): R$ 58.893.825,20
  • Pavimentação SC-112 (trecho Rio Negrinho - Volta Grande): R$ 53.845.510,87
  • Restauração SC-355 (trecho Fraiburgo - Videira): R$ 53.705.934,30
  • Pavimentação de ruas pelo Sistema Integrado de Transportes (Joinville): R$ 47.798.528,58
  • Obras rodoviárias de acesso (Ilhota): R$ 41.857.038,68
  • Construção de balanças - Programa catarinense de proteção dos pavimentos rodoviários: R$ 38.731.302,73
Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade