Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Mais de 10 anos após ser alvejado e ficar paraplégico, homem será indenizado em R$ 140 mil

Pai e filho foram condenados a pagar compensação por danos morais e estéticos, após menor de idade atirar nas costas da vítima, no Norte de Santa Catarina

Redação ND
Florianópolis
27/06/2017 às 23H07

Um jovem que ficou paraplégico aos 21 anos, após ser alvejado pelas costas em uma cidade do Norte de Santa Catarina, receberá uma indenização por danos morais e estéticos. O valor, fixado em R$ 140 mil, foi estipulado em uma decisão da 3ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça do Estado nesta semana, que condenou solidariamente pai e filho a pagarem também pensão mensal de um salário mínimo nacional.

O crime aconteceu em outubro de 2004. Na ocasião, o autor dos disparos era menor de idade e teve sua responsabilidade comprovada em processo próprio de apuração de ato infracional. O pai dele, de profissão militar, foi condenado solidariamente na esfera civil, apesar de não ter qualquer participação no ato. Nesta área, os pais são responsabilizados de forma objetiva em relação aos atos praticados pelos filhos e têm o dever de repará-los.

Por causa dos tiros, a vítima sofreu grave limitação funcional do corpo, com perda de movimentos voluntários de tronco e membros inferiores. De acordo com o processo, o homem atingido pelos disparos “não consegue ficar em pé e tem extrema dificuldade de permanecer sentado”. Segundo a perícia, ele também teve ausência de sensibilidade táctil e dolorosa, limitações para atividades da vida diária e controle de funções fisiológicas.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade