Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Licitação para obras da terceira pista da Via Expressa é assinada nesta quarta-feira

Dnit diz que obras devem ser ininterruptas e promete não atrapalhar o fluxo de veículos da Grande Florianópolis

Redação ND
Florianópolis
06/09/2018 às 10H55

O superintendente do Dnit-SC (Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes), Ronaldo Carioni Barbosa, assinou nesta quarta-feira (5), a liberação da obra da terceira pista da Via Expressa (BR-282), com a empresa vencedora da licitação, a Britagem Vogelsanger, de Joinville. O objetivo é a construção da terceira pista nos dois sentidos da rodovia, no trecho de 5,6 quilômetros de São José a Florianópolis, que deverá ser destinada exclusivamente aos ônibus do transporte público e aos motociclistas.

Obra da terceira faixa da Via Expressa deve começar em Setembro  - Daniel Queiroz
Obra da terceira faixa da Via Expressa terá duração entre 10 e 12 meses - Daniel Queiroz

Apesar do prazo de 30 dias para que a empresa comece a obra, o Dnit quer que os trabalhos comecem ainda este mês. Conforme o Dnit, o contrato da obra tem a duração de 12 meses, com valor total de R$ 26 milhões. Porém, a empresa trabalha com a expectativa de terminá-la em cerca de dez meses. A partir da assinatura do contrato, apenas questões burocráticas separam o início das obras.

O superintendente acredita que as obras devam começar em locais como o viaduto de Capoeiras e na saída da ponte Colombo Salles, e depois no viaduto da avenida Ivo Silveira, no sentido Ilha. Barbosa observa que, em períodos em que as pontes estão livres, o viaduto da Ivo Silveira apresenta congestionamento.

Segundo o Dnit, as obras acontecerão 24 horas por dia, porém em locais programados para evitar o menor impacto possível no trânsito da Grande Florianópolis. No período da noite, entre 21h e 6h, os trabalhos serão realizados em locais que interfiram diretamente no tráfego da pista, com a entrada de caminhões e materiais.

A obra de construção da terceira pista não contempla o projeto de revitalização da rodovia, que prevê ciclovia, calçada e a quarta pista em cada sentido, orçado em R$ 500 milhões. Apesar de ser uma rodovia, a Via Expressa se assemelha mais a uma grande avenida, porque passou a ser o destino de muitos motoristas, com 19 acessos. Mais de 130 mil veículos passam pela Via Expressa diariamente.

>> No último dia 20, o Dnit-SC anunciou a licitação para a construção da 3ª pista

Publicidade

5 Comentários

Publicidade
Publicidade