Publicidade
Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 32º C
  • 23º C

Liquidações de verão no comércio da Capital têm descontos de até 70%

Procon alerta consumidores para pesquisar preços e se certificar da garantia e funcionamento dos produtos

Andréa da Luz
Florianópolis
08/01/2019 às 22H23

Com descontos que vão de 10% a 70%, o comércio varejista de Florianópolis já começou as tradicionais liquidações de verão e aposta na circulação de turistas para incrementar o resultado das vendas de Natal. No entanto, apesar do grande f luxo de pessoas no centro da cidade e do apelo ao consumo, o movimento nas lojas ainda é um pouco tímido.

As consumidoras Schirley Ribeiro, de Belém do Pará, e Suane Souza, moradora do bairro Caeira da Barra do Sul, no Sul da Ilha, viram várias peças do vestuário mas não compraram. “Na loja que entramos o desconto máximo era de 30%  e ainda assim está caro. Vamos andar mais um pouco e pesquisar”, afirma Suane. A amiga Schirley, pela primeira vez em Florianópolis, achou vários artigos mais baratos do que em sua cidade, mas mesmo assim não levou nada no primeiro estabelecimento que entrou e preferiu comparar preços.

(Schirley Ribeiro e Suane souza) - Flávio Tin/ND
Schirley Ribeiro e Suane Souza no Centro de Florianópolis- Flávio Tin/ND

Essa é uma das dicas do Procon de Florianópolis para aproveitar bem as liquidações. “As pessoas devem continuar a pesquisar e comparar preços para saber se a promoção vale a pena”, diz o superintendente do Procon de Florianópolis, Marcel Vieira de Souza. “Além disso, se certificar da emissão de nota fiscal, garantias do produto, se o item que quer levar não é de demonstração e pedir para o vendedor ligar o utensílio para ver se está funcionando”, reforça o superintendente.

Se houver possibilidade de devolução, troca por arrependimento ou por defeitos no produto, isso deve estar descrito na nota fiscal. “A pessoa tem que se precaver e não se deixar iludir com o apelo do desconto”, afirma Marcel.

Tendo isso em mente, é só ter paciência e procurar o que você precisa. “As pessoas já se acostumaram com as liquidações de verão e até preferem deixar para comprar coisas que desejam muito nessa época do ano para aproveitar o preço e barganhar”, afirma o presidente da FCDL/SC (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina), Ivan Tauffer.


Fluxo de caixa e renovação de estoque

A encarregada de uma loja tradicional de artigos masculinos, Rosiléia Felipe Pereira, espera que os descontos de 10% a 50% atraiam a clientela. “Sei que é difícil, com esse sol as pessoas estão na praia, mas quem vem para o centro pode aproveitar e comprar camisetas, regatas e bermudas para o verão e até calças jeans, que estão pela metade do preço”, opina. As ofertas começaram esta semana e devem ir até próximo do Carnaval.

Em outra loja de vestuário, a gerente Angela Muller Gomes, explica que os descontos em roupas femininas são progressivos. “Começa com 10% se a cliente levar uma peça, 20% se levar duas e 30% acima de três unidades”, afirma. Itens masculinos, como shorts e camisetas básicas, também oferecem preços atrativos.

Uma das vendedoras revela que não há expectativas de superar as vendas durante a Black Friday do ano ano passado, quando todas as peças estavam sendo vendidas ao preço único de R$ 19,90. “Nossa meta é atrair o cliente nesse período pós-festas, girando a mercadoria mais rápido para renovar o estoque depois”, explica a gerente.

O presidente da Federação explica que a liquidação complementa as vendas de Natal e ajuda os lojistas a criar fluxo de caixa para as compras de inverno.  O volume de vendas não é revelado, porém os descontos costumam ser mais elevados quando há bastante estoque e um pouco menos generosos quando há pouca mercadoria para colocar em oferta.

“Os resultados costumam ser muito bons, especialmente no segmento de móveis e linha branca, seguidos pelos de vestuário e calçados. Eles conseguem limpar seus estoques e formar caixa para comprar mercadorias para o inverno, que costumam ser mais caras”, revela Tauffer.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade