Publicidade
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Liga das Escolas de Samba de Florianópolis não quer Amigos do Caramuru na avenida

Ainda não há definição de quantas escolas vão desfilar na passarela em 2013

Everton Palaoro
Florianópolis

O enredo do Carnaval de 2013 está repleto de polêmicas. Gover­no do Estado e Prefeitura de Flo­rianópolis ainda não garantiram recursos e não há definição de quantas escolas vão desfilar na passarela Nego Quirido. A Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis) não aceita a inclu­são da Amigos do Caramuru no Grupo Especial. A agremiação do Morro do Mocotó venceu o Gru­po de Acesso, que desfilou pela primeira vez em 2012.

Este ano, o prefeito Dario Ber­ger (PMDB) definiu novas regras para o Carnaval. Por decreto, insti­tuiu o Grupo de Acesso, coordena­do pela Legranf (Liga das Escolas de Samba da Grande Florianópo­lis). Uma das mudanças estabele­cidas pelo documento é de que a campeã integre a elite do Carnaval de Florianópolis, em 2013. Além disso, ficou decidido pelo rebai­xamento. A última colocada do Grupo Especial cede lugar no ano seguinte para a campeã do Acesso.

O presidente da Liesf, Zeca Ma­chado, não reconhece o poder da prefeitura na organização da fes­ta. Segundo ele, a Liesf é respon­sável pela definição das regras. “A Caramuru não vai entrar. A Liga e as escolas já se posicionaram. O desfile das escolas de samba não é só cultural e artístico, é uma com­petição. Somos nós, por meio de uma comissão, que fizemos o re­gulamento”, argumentou.

Para o secretário de Turismo da Capital, Carlos Alberto Perei­ra da Silva, não existe polêmica. E se houver, será decidida pela próxima administração. “Existe um decreto. As escolas participa­ram de um processo com regras claras. Nós estamos antecipando a organização, mas a decisão fica para o novo prefeito”, ressaltou. 

Caramuru abre desfile, garante presidente

O presidente da escola Amigos do Caramuru, Eli Lopes, disse na sexta-feira que a agremiação não entrará nesta briga. Segundo ele, a escola vai abrir o desfile do Grupo Especial. “Nosso trabalho é para ficar no Grupo Especial. Estou abismado com a Liesf. Acho que tem alguma escola com medo da gente”, afirmou o dirigente.

 

Fernando Mendes/Arquivo/ND
escola de samba amigos do caramuru
Desfile da Amigos do Caramuri no Grupo de Acesso em 2012

 

O tesoureiro da Caramuru e ex-presidente da Legranf, Renato Silva, disse que há interesses e um jogo político nesse impasse. “Eles não querem por interesses pessoais. O Carnaval é de Florianópolis, não da Liga. O município avalizou a Caramuru. Não estamos tirando nada deles, apenas queremos o crescimento da festa”, protestou. Renato será substituído na direção da Legranf por Nelson Cipriano dos Passos, eleito por aclamação na sexta-feira.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade