Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Lei que obriga uso de faróis durante o dia pode diminuir acidentes em 20%, diz PMRv

A partir de 7 de julho, os motoristas que transitarem nas rodovias estaduais e federais sem o farol baixo aceso mesmo durante o dia estarão sujeitos a multas

Rafael Thomé
Florianópolis

A partir de 7 de julho, os motoristas que transitarem nas rodovias estaduais e federais sem o farol baixo aceso mesmo durante o dia estarão sujeitos a multas. A mudança no Código Brasileiro de Trânsito foi sancionada pelo presidente interino Michel Temer (PMDB) e publicada no Diário Oficial da União na terça-feira, com prazo de 45 dias para entrar em vigor. Até então, o uso do farol baixo só era exigido para todos os veículos durante a noite e em túneis, independentemente do horário. Para as motos, o uso das luzes já era obrigatório durante o dia e a noite.

Arquivo/ND
Em Florianópolis, motoristas terão que acender os faróis nas rodovias estaduais


Na avaliação do chefe de operações do Comando do Policiamento Rodoviário em Florianópolis, tenente-coronel Mauro Resende, a medida deve contribuir para a diminuição do número de acidentes, principalmente aqueles envolvendo cruzamento de pista. “A ideia é que, com os faróis acesos, os outros veículos terão maior visibilidade daquele carro. Na Argentina existe uma lei semelhante, em vigor há bastante tempo, e estudos mostram que a probabilidade dos veículos com faróis acesos se envolverem em acidente é 20% menor”, afirmou.

O descumprimento da lei será considerado infração média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação. Em novembro deste ano haverá reajuste do valor das multas, e a infração média passará para R$ 130,16. “Temos esse período, até 7 de julho, em que vamos passar a orientação aos motoristas nas abordagens. A partir daí, poderão ser autuados nas rodovias, inclusive em Florianópolis”, disse Resende.

A lei é específica sobre o trânsito nas estradas, mas a capital catarinense tem rodovias estaduais que cortam o perímetro urbano. Sendo uma cidade turística, é grande a probabilidade dos visitantes não se atentarem aos faróis dentro da cidade. “Muitas pessoas de fora não conhecem essa malha viária de Florianópolis, mas também estarão sujeitas à autuação. Para tentar informar a todos, vamos trabalhar pelos meios de divulgação e pelas redes sociais”, informou. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade