Publicidade
Quarta-Feira, 16 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 32º C
  • 23º C

Laudo aponta falha em equipamentos de paraquedista catarinense que morreu em São Paulo

Diogo Tavares, de 35 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos

Redação ND
Florianópolis
08/01/2019 às 09H56

A Confederação Brasileira de Paraquedismo divulgou um laudo sobre as causas do acidente que matou o paraquedista catarinense Diogo Tavares, de 35 anos, em um acidente em Boituva, no interior de São Paulo, no dia 18 de dezembro. Diogo chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. As informações são da RICTV Record.

O laudo apontou falha no equipamento de Diogo, que morreu após cair em uma rua em frente a um campo de futebol. A queda teria durado cerca de 10 segundos. 

Segundo o presidente da Associação de Paraquedismo, Nilson Leitão, o paraquedista era morador de Santa Catarina e já tinha feito pelo menos 39 saltos. Logo após a queda, já havia a suspeita de uma pane no paraquedas principal, que acabu enroscando no reserva. 

Diogo foi socorrido em estado grave e levado para hospital da cidade, mas não resistiu. O laudo será anexado ao inquérito da Polícia Civil, quie também investiga o caso.

Laudo aponta falha em equipamentos de paraquedista catarinense - Reprodução/RICTV Record
Laudo aponta falha em equipamentos de paraquedista catarinense - Reprodução/RICTV Record



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade