Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Jovem de 16 anos morre após levar tiros em frente a bar no Pantanal

Caso ocorreu na madrugada deste sábado próximo à UFSC e ainda não se sabe a motivação do crime

Redação ND
Florianópolis
02/06/2018 às 13H00

Um jovem de 16 anos morreu na madrugada deste sábado (02) após levar um tiro na cabeça e em outras partes do corpo na rua Deputado Antônio Edu Vieira, no bairro Pantanal, nos arredores da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). O caso ocorreu por volta da 1h deste sábado em frente aos bares Meu Escritório e Maneca e a motivação do crime ainda não foi esclarecida. O jovem foi levado para o Hospital Governador Celso Ramos na madrugada, mas não resistiu aos ferimentos. Houve briga generalizada em frente ao bar e a Polícia Militar usou balas de borracha para conter a confusão.

Quando os policiais chegaram ao local, foram arremessadas garrafas e pedras na guarnição, que revidou com disparos de balas de borracha. Assim, os policiais conseguiram chegar até a vítima, que já havia levado um tiro na cabeça. Durante o atendimento foram arremessadas mais garrafas e pedras nas guarnições e novas balas de borracha foram arremessadas. O Pelotão de Patrulhamento Tático da PM foi acionado e o confronto continuou, com o uso de de granada de luz e som e de grana de gás lacrimogêneo.

De acordo com o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, Marcelo Pontes, a PM atendeu a ocorrência e o autor dos disparos não foi identificado. “Fomos atender a ocorrência de uma pessoa baleada e nos deparamos com esse tumulto”, disse ele. A PM afirma que o jovem sofreu os disparos já dentro do território da UFSC, em um estacionamento logo em frente ao bar. O rapaz foi socorrido pelo Samu e ainda estava consciente, tendo passado por uma tomografia no hospital.

A equipe de segurança da UFSC não foi acionada e não tem detalhes sobre o ocorrido. De acordo com a assessoria de imprensa da universidade, não havia festa autorizada para ocorrer no local na noite de sexta-feira. Na manhã deste sábado, o local do homicídio acumulava várias garrafas de bebidas alcoólicas.

Segundo o delegado Ênio de Oliveira Mattos, da Polícia Civil, ainda não há informações sobre a motivação do crime. A Polícia Civil investigará o caso.

Publicidade

14 Comentários

Publicidade
Publicidade